ann13032-pt-br — Anúncio

Fernando Comerón é o novo Representante do ESO no Chile

2 de Abril de 2013

Ontem, dia 1 de abril de 2013, o astrônomo do Observatório Europeu do Sul (ESO), Fernando Comerón, foi nomeado o novo Representante do ESO no Chile, substituindo assim Massimo Tarenghi que exercia este cargo desde 2008.

Gostaria de continuar a contribuir para a sólida relação de confiança e benefícios mútuos que o ESO estabeleceu com o Chile ao longo dos anos. Esta relação e colaboração é o elemento chave do crescimento impressionante que, tanto a astronomia europeia como a chilena, têm tido nestas últimas décadas. Um dos meus objetivos a curto prazo é nutrir e desenvolver ainda mais esta relação, neste ano tão especial para o ESO e o Chile, já que celebramos os 50 anos da presença do ESO no Chile”, disse Comerón.

Fernando Comerón começou a sua carreira como astrônomo profissional em 1988, quando se formou em Física pela Universidade de Barcelona. Quatro anos mais tarde, doutorou-se em Física pela mesma instituição. Ao longo da sua carreira científica, centrou o seu interesse e investigação no estudo de estruturas galáticas, formação estelar em larga escala, estrelas de muito baixa massa e anãs marrons, cinemática estelar e dinâmica do meio interestelar. É autor de mais de 150 artigos científicos nestas áreas publicados em revistas internacionais especializadas e é um utilizador assíduo das infraestruturas do ESO no Chile.

Comerón, que é originalmente de Mataró, cidade situada próxima de Barcelona, trabalhou como pesquisador na Universidade de Barcelona, com estadias prolongadas no Observatoire de Paris-Meudon e no Steward Observatory da Universidade do Arizona, antes de trabalhar no ESO em Garching, Alemanha, em 1995, primeiro como pós-doutor e depois como pesquisador sênior. Em 1999, integrou o pessoal do ESO como astrônomo. Em 2001 foi nomeado Chefe do Grupo de Apoio ao Utilizador do ESO, uma posição que ocupou até 2006 quando se tornou Chefe da Divisão de Operações e Gestão de Dados do ESO (DMO, sigla do inglês). Durante este período o Observatório do Paranal alcançou a sua plenitude, com o DMO a desempenhar funções importantes no acesso dos astrônomos de todo o mundo, aos dados astronômicos obtidos pelos telescópios do ESO.

Massimo Tarenghi continuará ligado ao ESO como conselheiro especial do Diretor Geral, trabalhando nos vários projetos do ESO no Chile. Desde que se juntou a esta instituição em 1979, Tarenghi destacou-se em diversos trabalhos, inicialmente como Cientista de Projeto e depois como Diretor de Projeto do telescópio MGP/ESO de 2,2 metros. Trabalhou em seguida como Diretor de Projeto do New Technology Telescope, o que o levou mais tarde a desempenhar as funções de Diretor de Projeto do Very Large Telescope e depois de Diretor do Observatório do Paranal. Massimo Tarenghi também foi Diretor do ALMA de 2003 até 2008, época em que foi nomeado Representante do ESO no Chile.

A somar aos seus inúmeros prêmios e títulos, Massimo Tarenghi recebeu recentemente o Prêmio Tycho Brahe, em reconhecimento do papel fundamental que desempenhou no desenvolvimento das infraestruturas do ESO, que resultaram na posição de líder que a Europa desempenha hoje na astronomia mundial terrestre. Em outubro de 2012 o Senado chileno reconheceu a contribuição de Tarenghi para o país, tendo-lhe concebido a nacionalidade chilena honorária, título concedido pela primeira vez na história do Chile a um cientista e representante de uma organização internacional.

O Diretor Geral do ESO, Tim de Zeeuw, disse: “Este é um ano muito especial para o ESO e para o Chile, já que celebramos os 50 anos da presença do ESO no Chile. Os esforços incansáveis de Massimo Tarenghi fortaleceram a nossa sólida relação de benefícios mútuos com o Chile e aumentaram tremendamente a visibilidade dos nossos Observatórios a nível governamental nos Estados Membros, entre outros. Estou convencido que Fernando Comerón continuará neste caminho tão positivo”.

Sobre o anúncio

Id:ann13032

Imagens

Fernando Comerón, o novo Representante do ESO no Chile
Fernando Comerón, o novo Representante do ESO no Chile