Escolha o seu idioma:

ann13067-pt-br — Anúncio

ALMA filmado com um hexacóptero

Hexacóptero controlado remotamente captura os primeiros vídeos aéreos do ALMA

23 de Agosto de 2013

No cimo do planalto do Chajnantor nos Andes chilenos, estas 58 antenas - que eventualmente serão 66 - constituem o maior projeto astronómico que existe, o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA). Agora, a verdadeira magnitude desta rede foi capturada em vídeo HD em filmagens aéreas.

Em julho deste ano foram tiradas fotografias aéreas do ALMA com o auxílio de um hexacóptero, com excelentes resultados. Este mesmo engenho utilizado para fotografia aérea - e concebido para suportar as condições inóspitas da região de elevada altitude - foi seguidamente equipado com uma câmara de vídeo HD, um estabilizador vídeo, GPS, trem de aterragem e transmissor de sinal.

O aparelho, com seis conjuntos de rotores e com todas as peças extra instaladas, pesa um total de 2,3 quilogramas. Pode não parecer muito mas a uma altitude de 5000 metros acima do nível do mar, o ar é tão rarefeito que um objeto com este peso não consegue ganhar a altitude necessária, já para não falar no vento com velocidades de até 35 km/h, que faz abanr e desviar o hexacóptero. Resumindo, conseguir obter qualquer tipo de vídeo - e então um com esta qualidade - é extremamente complicado.

O sucesso deste projeto passou por algumas soluções inovadoras e um pouco de sorte. De modo a ultrapassar o problema da altitude, a equipa deslocou-se ao local do ALMA muito cedo de manhã numa altura em que o ar se encontra mais frio e consequentemente mais denso. A sorte apareceu sob forma de ar calmo na manhã em que se fizeram as filmagens, de modo a que se conseguiu filmar antes do vento se levantar outra vez.

O fotógrafo Ariel Marinkovic da X-Cam, que operou o equipamento aéreo, descreve o momento em que, pela primeira vez, se capturou o ALMA em toda a sua glória, “Ficámos extremamente impressionados com as incríveis imagens do planalto do Chajnantor que apareceram no nosso monitor: as antenas pareciam pequenas manchas a brilhar no meio de zonas de neve, à medida que a sua lenta rotação criava uma coreografia tão precisa como os céus que as encimavam.”

Contatos

Lars Lindberg Christensen
Head, ESO education and Public Outreach Department
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6761
Telm: +49 173 3872 621
Email: lars@eso.org

Bookmark and Share

Sobre o anúncio

Id:ann13067

Imagens

O hexacóptero
O hexacóptero

Vídeos

O ALMA visto de cima
O ALMA visto de cima