ann15015-pt-br — Anúncio

O ALMA observa pela primeira vez com uma linha de base muito longa

5 de Março de 2015

O ALMA, o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array, conseguiu combinar a sua enorme área coletora e sensibilidade com o APEX (Atacama Pathfinder Experiment) e criar um novo e único instrumento pelo processo intitulado interferometria de linha de base muito longa (VLBI, Very Long Baseline Interferometry).

Telescópios maiores conseguem obter observações mais nítidas e a interferometria permite que vários telescópios funcionem como um só, tão grande quanto a separação - ou linha de base - entre eles. Na técnica VLBI, os dados de dois telescópios independentes são combinados para formar um telescópio virtual com o tamanho da distância geográfica entre ambos - potencialmente até ao diâmetro da Terra - o que resulta num extraordinário poder de ampliação.

Um passo intermediário essencial é testar a técnica com uma linha de base curta. No dia 13 de janeiro de 2015, o ALMA e o relativamente próximo telescópio APEX estudaram simultaneamente o quasar 0522-364. Usou-se esta galáxia distante nesta observação única pelo fato de ser particularmente brilhante em rádio.

Para garantir que os telescópios estavam sincronizados, o ALMA usou um relógio atômico extremamente preciso que foi recentemente instalado para codificar temporalmente os dados à medida que estes iam sendo adquiridos. Um tempo preciso é essencial na utilização da técnica VLBI, uma vez que permite que dados obtidos em diferentes locais por diferentes telescópios possam ser precisamente combinados e integrados. A análise dos dados, que se completou recentemente, confirmou que o sistema funcionou corretamente e que o relógio atômico do ALMA tem precisão suficiente para ser usado no VLBI.

Esta primeira observação bem sucedida usando a técnica de VLBI com o ALMA utilizou uma linha de base de 2,1 Km, tendo constituído um teste fundamental para o Event Horizon Telescope, que está sendo planejado e irá eventualmente incluir uma rede global de telescópios trabalhando nos comprimentos de onda do milímetro. Quando estiver completamente montado, o Event Horizon Telescope - que inclui o ALMA, o maior e mais sensível de todos os telescópios que serão utilizados - formará um telescópio do tamanho da Terra com o poder de ampliação necessário para observar detalhes nos limites do buraco negro supermassivo que se encontra no centro da Via Láctea.

Mais informação

Este trabalho muito recente foi executado por uma equipe de membros do ALMA Phasing Project (APP), do Observatório ALMA (JAO), do Smithsonian Astrophysical Observatory e do telescópio APEX.

O Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), uma infraestrutura astronômica internacional, é uma parceria entre a Europa, a América do Norte e o Leste Asiático, em cooperação com a República do Chile. O ALMA é financiado na Europa pelo Observatório Europeu do Sul (ESO), na América do Norte pela Fundação Nacional para a Ciência dos Estados Unidos (NSF) em cooperação com o Conselho Nacional de Investigação do Canadá (NRC) e no Leste Asiático pelos Institutos Nacionais de Ciências da Natureza (NINS) do Japão em cooperação com a Academia Sínica (AS) da Ilha Formosa. A construção e operação do ALMA é coordenada pelo ESO, em prol da Europa, pelo Observatório Nacional de Rádio Astronomia (NRAO), que é gerido, pela Associação de Universidades (AUI), em prol da América do Norte e pelo Observatório Astronômico Nacional do Japão (NAOJ), em prol do Leste Asiático. O Observatório ALMA (JAO) fornece uma liderança e direção unificadas na construção, gestão e operação do ALMA.

O APEX é uma colaboração entre o Instituto Max Planck de Rádio Astronomia (MPIfR, 50%), o Observatório Espacial Onsala (OSO, 23%) e o ESO (27%). A operação do telescópio está a cargo do ESO.

Links

Contatos

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Email: rhook@eso.org

Charles E. Blue
Public Information Officer
National Radio Astronomy Observatory
Tel: +1 434.296.0314
Telm: +1 202-236-6324
Email: cblue@nrao.edu

Sobre o anúncio

Id:ann15015

Imagens

O ALMA observa pela primeira vez com uma linha de base muito longa
O ALMA observa pela primeira vez com uma linha de base muito longa