ann16073-pt-br — Anúncio

ESPRESSO vê luz no fim do túnel

Um grande passo à frente para o novo espectrógrafo de alta resolução do VLT

17 de Outubro de 2016

Pela primeira vez radiação estelar coletada pelos Telescópios Principais que compõem o Very Large Telescope do ESO (VLT) foi encaminhada com sucesso durante 60 metros ao longo de um túnel que leva a um novo foco no laboratório subterrâneo situado por baixo da plataforma do VLT. Quando o sistema estiver completamente operacional, a radiação coletada pelos 4 Telescópios Principais será levada até esse “ponto de convergência”, onde o espectrógrafo de alta resolução ESPRESSO (sigla em inglês para Echelle SPectrograph for Rocky Exoplanet and Stable Spectroscopic Observations) será colocado em 2017, de modo a obter e analisar a radiação combinada coletada pelos telescópios individuais. Desde modo, os Telescópios Principais, cada um com 8 metros de diâmetro, operarão em conjunto com um poder coletor semelhante a um único telescópio de 16 metros de diâmetro. Quando os 4 telescópios não forem necessários, pode-se igualmente utilizar o ESPRESSO apenas com um deles.

Para levar a radiação coletada pelo telescópio a um novo foco, um novo sistema ótico muito complexo foi concebido e instalado pelo parceiro português do Consórcio ESPRESSO. A qualidade das imagens coletadas no “ponto de convergência” é excelente, satisfazendo assim as especificações desafiantes impostas pelos objetivos científicos ambiciosos do instrumento.

Trata-se de um primeiro passo bastante significativo e encorajador no desenvolvimento do ESPRESSO, um instrumento altamente sofisticado, que representa um enorme sucesso para a equipe de engenheiros e astrônomos que trabalham neste instrumento. Este resultado inicial dá à equipe uma enorme confiança relativamente ao desempenho que será eventualmente alcançado pelo ESPRESSO. Nos próximos meses, os restantes 3 Telescópios Principais serão ligados ao ponto focal e finalmente o próprio instrumento será instalado e as observações poderão começar.

O ESPRESSO está sendo desenvolvido pelo Consórcio ESPRESSO desde há 6 anos. Vem no seguimento do enorme sucesso do instrumento HARPS, montado no telescópio de 3,6 metros do ESO, instalado no Observatório de La Silla, e leva a espectroscopia de alta resolução ao VLT. A sensibilidade do ESPRESSO faz com que este seja um instrumento indispensável na procura de planetas rochosos do tipo da Terra, em órbita de sistemas estelares distantes. O instrumento poderá também fazer medições precisas das constantes fundamentais da física no Universo, procurando em particular quaisquer variações no tempo destas constantes, e estudará em pormenor as composições químicas de estrelas em galáxias distantes.

Mais Informação

O Consórcio ESPRESSO é composto pelas seguintes instituições: Université de Genève, Suíça; Universität Bern, Suíça; INAF-Trieste, Itália; INAF – Osservatorio Astronomico di Brera, Itália; Instituto de Astrofísica de Canarias, Espanha; Universidade do Porto, Portugal; Universidade de Lisboa, Portugal; ESO.

Links

  • Artigo científico

Contatos

Peter Grimley
ESO Assistant Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6383
Email: pgrimley@partner.eso.org

Gaspare Lo Curto
ESO
Vitacura, Chile
Email: glocurto@eso.org

Nuno Santos
Universidade do Porto
Porto, Portugal
Tel: +351 226 089 893
Email: Nuno.Santos@astro.up.pt

Francesco Pepe
Observatório de Genebra
Genebra, Suíça
Tel: +41 22 37 92396
Email: Francesco.Pepe@unige.ch

Stefano Cristiani
INAF
Itália
Tel: +39-348-3004699
Email: cristiani@oats.inaf.it

Rafael Rebolo
Instituto de Astrofísica de Canarias
Espanha
Tel: +34 922 60 5273
Email: rrl@iac.es

Sobre o anúncio

Id:ann16073

Imagens

Alcançado marco importante no instrumento ESPRESSO
Alcançado marco importante no instrumento ESPRESSO