ann17015-pt-br — Anúncio

Tentando o impossível: Tirando a primeira foto de um buraco negro

O ALMA junta-se a uma tentativa global para obter imagens do horizonte de eventos de um buraco negro supermassivo

31 de Março de 2017

No âmbito de uma experiência ambiciosa que envolve telescópios de todo o mundo, o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) irá tentar obter imagens de algo nunca visto: um buraco negro. Pela primeira vez, o ALMA junta-se ao EHT (Event Horizon Telescope) e ao GMVA (Global mm-VLBI Array) —  observatórios virtuais do tamanho da Terra, possíveis graças a uma colaboração internacional de rádio telescópios. O seu principal objetivo é estudar detalhadamente o buraco negro supermassivo que se encontra no centro da Via Láctea. O EHT tentará pela primeira vez obter imagens da sombra do horizonte de eventos do buraco negro, enquanto o GMVA investigará as propriedades de acreção e fluxos que rodeiam o centro galáctico.

A quantidade impressionante de telescópios que participarão nestas observações estende-se por todo o globo, desde o Pólo Sul passando pela Europa e até ao Hawai — e claro, ao Chile. As 66 antenas do ALMA, instrumentos de ponta, assim como o excelente local que ocupam no hemisfério sul, fazem deste telescópio o maior e mais sensível componente do EHT e GMVA. O ALMA desempenhará um papel fundamental nas observações pioneiras, que serão executadas com o GMVA de 1 a 4 de abril desse ano, e com o EHT de 5 a 14 de abril.

O resultado destas observações é aguardado com muito expectativa pela comunidade astronômica mundial, uma vez que o seu potencial científico é extremamente excitante. Para ajudar a melhor compreender estas observações, o ESO e os seus parceiros no ALMA lançaram um blog que explica quais os projetos do EHT e do GMVA e a ciência que os impulsiona. A série leva-nos numa viagem astronômica, dando-nos informação sobre como é que é feita essa pesquisa de ponta, descrevendo os riscos envolvidos e respondendo a questões tais como: O que é que torna os buracos negros tão interessantes? Como é que os rádio telescópios vêem o Universo? O que é que sabemos na realidade sobre o buraco negro supermassivo que se esconde no centro da Via Láctea?

Os primeiros posts explicam de forma detalhada os projetos EHT e GMVA e o que se poderá observar. Leia tudo neste link.

Links

Contatos

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Telm: +49 151 1537 3591
Email: rhook@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann17015

Imagens

O Event Horizon Telescope e a Rede Global mm-VLBI na Terra
O Event Horizon Telescope e a Rede Global mm-VLBI na Terra