Rastros rodopiantes de estrelas austrais por cima do ALMA

Babak Tafreshi, um dos Embaixadores Fotográficos do ESO, capturou as antenas do Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) sob o céu austral, numa imagem de tirar o fôlego.

As espirais das estrelas no céu fazem lembrar a Noite Estrelada de van Gogh ou, para os fãs de ficção científica, talvez a visão de uma nave espacial prestes a entrar no hiperespaço. Na realidade, trata-se da rotação da Terra, revelada nesta fotografia de longa exposição. No hemisfério sul, à medida que a Terra gira, as estrelas parecem mover-se em círculos, em torno do polo sul celeste, que se encontra na tênue constelação do Oitante, entre o mais famosos Cruzeiro do Sul e as Nuvens de Magalhães. Com uma exposição suficientemente longa, as estrelas, à medida que se movem, deixam no céu rastros circulares.

A fotografia foi tirada no Planalto do Chajnantor, a uma altitude de 5000 metros, nos Andes chilenos. É neste local que se encontra o telescópio ALMA, cujas antenas podem ser vistas em primeiro plano. O ALMA é o telescópio mais poderoso que existe para observar o Universo frio - gás molecular e poeira, assim como radiação residual originada no Big Bang. Quando estiver completo em 2013, o ALMA contará com 54 antenas de 12 metros de diâmetro e 12 antenas de 7 metros. No entanto, as observações científicas preliminares começaram já em 2011. Embora não se encontre ainda completamente construído, o telescópio já está produzindo resultados excepcionais, superando todos os outros telescópios do seu tipo. Algumas das antenas vêem-se desfocadas na imagem, porque estavam a operar e se moveram durante a exposição prolongada.

O ALMA, uma infraestrutura astronômica internacional, é uma parceria entre a Europa, a América do Norte e o Leste Asiático, em cooperação com a República do Chile. A construção e operação do ALMA é coordenada pelo ESO, em prol da Europa, pelo Observatório Nacional de Rádio Astronomia (NRAO), em prol da América do Norte e pelo Observatório Astronômico Nacional do Japão (NAOJ), em prol do Leste Asiático. O Joint ALMA Observatory (JAO) fornece uma liderança e direção unificadas na construção, comissionamento e operação do ALMA.

Links

Crédito:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

Sobre a imagem

Id:potw1253a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:31 de Dezembro de 2012 às 10:00
Tamanho:6094 x 4096 px

Sobre o objeto

Nome:Atacama Large Millimeter/submillimeter Array
Tipo:• Milky Way : Sky Phenomenon : Night Sky : Trail : Star
• Unspecified : Technology : Observatory
• X - ALMA

Mounted Image

Formatos de imagens

JPEG grande
12,1 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
598,0 KB
1280x1024
966,6 KB
1600x1200
1,4 MB
1920x1200
1,7 MB
2048x1536
2,2 MB

Veja também