ESO testa um espelho ultra-fino

Este espelho muito fino deformável foi entregue ao ESO em Garching, Alemanha, e encontra-se em fase de testes. Tem 1120 milímetros de diâmetro mas apenas 2 mm de espessura, o que o torna muito mais fino do que a maioria dos espelhos de vidro. O espelho é tão fino que é suficientemente flexível para que, quando submetido a forças magnéticas, sua superfície refletora se deforma. Quando instalado no telescópio, a superfície do espelho será constantemente e milimetricamente alterada, corrigindo deste modo os efeitos de distorção causados pela atmosfera terrestre e produzindo assim imagens muito mais nítidas.

O novo espelho secundário deformável (DSM, sigla do inglês para deformable secondary mirror) irá substituir o atual espelho secundário de um dos quatro telescópios que compõem o VLT. A estrutura secundária completa inclui um conjunto de 1170 atuadores que aplicam uma força em 1170 ímãs colados na parte de baixo da estrutura fina. Uma eletrônica sofisticada construída especialmente para este fim controlará o comportamento do espelho. A superfície refletora pode ser deformada por ação dos atuadores até mil vezes por segundo.

O sistema DSM completo foi entregue ao ESO pelas empresas italianas Microgate e ADS em dezembro de 2012, concluindo assim oito anos de desenvolvimento sustentado e construção. Este é o maior espelho deformável já construído para aplicação na astronomia e é o mais recente numa longa linha desses espelhos. A extensa experiência destas empresas está bem patente no alto desempenho do sistema, assim como na sua confiabilidade. A instalação do sistema no VLT está prevista para 2015.

O espelho (ann12015) propriamente dito foi construído pela empresa francesa REOSC. O espelho consiste numa folha de material cerâmico que foi polido até se obter uma forma muito precisa. O processo de construção começa com um bloco de cerâmica Zerodur, fornecido pela Schott Glass (Alemanha), com mais de 70 milímetros de espessura. A maior parte do material é limado e polido até se chegar a uma fina camada final, que tem que ser cuidadosamente suportada em todos os momentos, uma vez que é extremamente frágil.

Links

Crédito:

ESO

Sobre a imagem

Id:potw1307a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:18 de Fevereiro de 2013 às 10:00
Tamanho:5616 x 3744 px

Sobre o objeto

Tipo:• Unspecified : Technology
• X - Paranal

Formatos de imagens

JPEG grande
5,4 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
336,5 KB
1280x1024
512,2 KB
1600x1200
705,2 KB
1920x1200
818,3 KB
2048x1536
1,0 MB

Veja também