Bola de fogo cósmica cai sobre o ALMA

Esta nova imagem, obtida no Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) é outra das fotografias em Ultra Alta Definição obtida durante a Expedição Ultra HD do ESO. O ALMA, situado 5000 metros acima do nível do mar no remoto e inóspito planalto do Chajnantor nos Andes chilenos, é a segunda etapa dos quatro Embaixadores Fotográficos do ESO [1] na sua viagem de 17 dias. Os profissionais encontram-se munidos de equipamento Ultra HD de vanguarda de modo a capturarem a verdadeira majestade e grandeza de lugares como o que mostra a imagem [2] [3].

Podemos ver algumas das 66 antenas de alta precisão que compõem o ALMA, apontando para cima, à medida que estudam as nuvens frias do espaço interestelar e perscrutam em profundidade as nossas misteriosas origens cósmicas.

O impressionante traço de luz visível sobre a rede ALMA é uma estrela cadente, que rasga a imagem num vívido traço de cores. Tons verde esmeralda, dourados e ligeiramente avermelhados brilham intensamente à medida que o meteoro, ao atravessar a atmosfera terrestre, vai ardendo na sua viagem flamejante ao longo do céu. Quando a bola de fogo de alta velocidade - que é, na realidade, um pequeno grão de rocha do espaço interplanetário - interage com a atmosfera, aquece e vaporiza as suas camadas exteriores, que ficam para trás num traço incandescente. Estes traços desaparecem em apenas alguns segundos, no entanto este foi aqui capturado pelo simples carregar de um botão.

A estrela mais brilhante da constelação da Virgem, chamada Spica, e o nosso vizinho planeta Marte brilham intensamente no centro da imagem - espectadores cósmicos desta descida ardente, à medida que aparecem acima do horizonte.

A Expedição Ultra HD começou em Santiago, no Chile,  a 25 de março de 2014. Esta imagem foi tirada durante a oitava noite de trabalho da equipa, no planalto do Chajnantor. A equipe encontra-se atualmente no Observatório de La Silla, o primeiro observatório do ESO no Chile, e amanhã, depois de uma última noite, encerrará finalmente a longa viagem de regresso a casa. O material Ultra HD obtida na expedição estará brevemente disponível online de forma gratuita, à medida que o ESO for divulgando imagens extremamente nítidas de tirar o fôlego, trazendo o Universo para mais perto de nós. Esta imagem foi obtida pelo Embaixador Fotográfico do ESO e Cinematógrafo de Timelapse Christoph Malin.

Notas

[1] A equipe é composta pelo vídeo-fotógrafo do ESO Herbert Zodet e três Embaixadores Fotográficos do ESO, Yuri Beletsky, Christoph Malin e Babak Tafreshi. Informação sobre os parceiros tecnológicos da expedição pode ser encontrada aqui.

[2] O equipamento usado na expedição inclui: Vixen Optics Polarie Star Tracker, máquinas fotográficas Canon EOS-1D C e 6D, Stage One Dolly e robot de controlo de câmara eMotimo TB3 de três eixos, discos Angelbird SSD2go, software LRTimelapse, estojos de transporte Peli Storm, estações de trabalho 4K PC da Magic Multimedia, sistema Novoflex QuadroPod, baterias Intecro e software Granite Bay.

[3] Os parceiros tecnológicos são: Canon, Kids of All Ages, Novoflex, Angelbird, Sharp, Vixen, eMotimo, Peli, Magic Multi Media, LRTimelapse, Intecro e Granite Bay Software.

Crédito:

Sobre a imagem

Id:potw1414a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:7 de Abril de 2014 às 10:00
Tamanho:5472 x 3648 px

Sobre o objeto

Nome:Atacama Large Millimeter/submillimeter Array, Meteor
Tipo:• Unspecified : Sky Phenomenon : Night Sky : Trail : Meteor
• Unspecified : Technology : Observatory
• X - Solar System
• X - ALMA

Formatos de imagens

Großes JPEG
5,5 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
375,7 KB
1280x1024
618,3 KB
1600x1200
890,9 KB
1920x1200
1,0 MB
2048x1536
1,4 MB

 

Veja também