eso0931-pt-br — Foto de imprensa

NGC 4945: A Prima não muito distante da Via Láctea

2 de Setembro de 2009

O ESO lançou uma nova imagem surpreendente de uma galáxia próxima, que muitos astrónomos pensam ser muito semelhante à Via Láctea. Embora vista de perfil, as observações sugerem que a NGC 4945 é uma galáxia espiral muito parecida à nossa, com braços espirais luminosos e a região central em forma de barra. Excluindo estas semelhanças, a NGC 4945 tem um centro mais brilhante que a Via Láctea, albergando provavelmente um buraco negro supermassivo, que se encontra a devorar enormes quantidades de matéria e a lançar furiosamente energia para o espaço.

Uma vez que a NGC 4945 se situa a apenas cerca de 13 milhões de anos-luz de distância na constelação de Centauro, um pequeno telescópio é suficiente para que esta galáxia extraordinária possa ser observada pelos assíduos observadores do céu. A designação da NGC 4945 corresponde ao seu número de entrada no New General Catalogue, compilado pelo astrónomo dinamarquês/irlandês John Louis Emil Dreyer nos anos 80 do século XIX. É a James Dunlop, astrónomo escocês, que se deve a descoberta da NGC 4945 em 1826, na Austrália.

A nova imagem da NGC 4945 lançada hoje foi obtida pelo Wide Field Imager (WFI), instrumento montado no telescópio de 2.2 metros MPG/ESO no Observatório de La Silla, no Chile. Vista a partir da Terra, a NGC 4945 aparece-nos com a forma de um charuto, mas na realidade a galáxia é um disco muitas vezes mais largo do que espesso, com bandas de estrelas e gás brilhante que se deslocam em movimentos espirais em torno do seu centro. Utilizando filtros ópticos especiais para isolar a cor da radiação emitida pelos gases quentes, tais como o hidrogénio, a imagem mostra intensos contrastes, que indicam zonas de formação estelar.

Observações posteriores revelararam que a NGC 4945 possui um núcleo activo, o que significa que o seu bojo central emite muito mais energia do que galáxias mais calmas, como, por exemplo, a Via Láctea. Os cientistas classificam a NGC 4945 como uma galáxia de Seyfert, de acordo com o astrónomo americano Carl K. Seyfert que, em 1943 publicou um estudo descrevendo as estranhas assinaturas da radiação emitida por alguns núcleos galácticos. Desde então, os astrónomos suspeitam que um buraco negro supermassivo cause a intensa agitação no centro das galáxias de Seyfert. Os buracos negros atraem gravitacionalmente gás e poeira, acelerando e aquecendo esta matéria atraída até que ela emita radiação de alta energia, incluindo raios X e radiação ultravioleta. A maior parte das grandes galáxias espirais, incluindo a Via Láctea, albergam nos seus centros um buraco negro, embora muitos destes monstros escuros não estejam já a “alimentar-se” activamente nesta fase de desenvolvimento galáctico.

Mais Informações

O ESO, o Observatório do Sul Europeu, é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é financiado por 14 países: Áustria, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Itália, Holanda, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e funcionamento de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta, no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera o Very Large Telescope, o observatório astronómico, no visível, mais avançado do mundo. O ESO é o parceiro europeu do revolucionário telescópio ALMA, o maior projecto astronómico que existe actualmente. O ESO encontra-se a planear o European Extremely Large Telescope, E-ELT, um telescópio de 42 metros que observará na banda do visível e próximo infravermelho. O E-ELT será “o maior olho no céu do mundo”.

Contatos

Henri Boffin
ESO
Garching, Germany
Tel.: +49 89 3200 6222
e-mail: hboffin@eso.org

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso0931, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contato local para a imprensa. O representante brasileiro é Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos. A nota de imprensa foi traduzida por Margarida Serote (Portugal) e adaptada para o português brasileiro por Gustavo Rojas.

Sobre a nota de imprensa

No. da notícia:eso0931-pt-br
Legacy ID:PR 31/09
Facility:MPG/ESO 2.2-metre telescope

Imagens

A galáxia em espiral NGC 4945
A galáxia em espiral NGC 4945
Digitized Sky Survey Image of the galaxy NGC 4945
Digitized Sky Survey Image of the galaxy NGC 4945
somente em inglês

Vídeos

Zoom in on NGC 4945
Zoom in on NGC 4945
somente em inglês

Veja também