eso0937-pt-br — Nota de imprensa institucional

O GalileoMobile começa a sua viagem pela América do Sul

Educação em astronomia em digressão pelos Andes

5 de Outubro de 2009

Começa hoje o projecto GalileoMobile, uma expedição de dois meses que levará o maravilhoso e excitante mundo da astronomia a jovens do Chile, Bolívia e Peru. Apoiados pelo ESO e seus parceiros, um grupo de astrónomos e educadores viajarão pela região montanhosa dos Andes a bordo do GalileoMobile, propondo actividades astronómicas, tais como oficinas para estudantes e festas estelares para o público em geral. Uma equipa de profissionais de filme faz igualmente parte da viagem, e irá capturar a emoção da descoberta através da ciência, cultura e viagem, num documentário produzido em diversas línguas.

O GalileoMobile é um Projecto Especial do Ano Internacional da Astronomia 2009 (AIA2009), uma celebração global que comemora a primeira utilização de um telescópio na observação do Universo, há 400 anos atrás, pelo astrónomo italiano Galileo. O projecto pretende promover a educação científica básica através da  astronomia. Com este intuito visitará várias escolas e comunidades com acesso limitado a programas de divulgação e promoção de ciência. O GalileoMobile levará a estes grupos mais desfavorecidos actividades práticas e material educacional, fornecido por parceiros internacionais. A carrinha encontra-se completamente equipada para oferecer oportunidades únicas de observação do céu a jovens estudantes e outras pessoas das localidades por onde passar, com actividades previstas como festas estelares à noite e observações solares durante o dia. A equipa utilizará diversas ferramentas, entre as quais se incluem os práticos Galileoscópios, que serão doados às escolas depois das visitas. Estimulando a curiosidade, o pensamento crítico e a sentido do maravilhoso e da descoberta pelo Universo e pelo nosso planeta, o projecto GalileoMobile pretende encorajar o interesse pela astronomia, em particular e pela ciência, em geral, e promover a troca de visões do cosmos, originárias de culturas diferentes.

Na dianteira da iniciativa está um grupo entusiasta de estudantes de doutoramento latino-americanos e europeus do Observatório Europeu do Sul, da Sociedade Max Planck, do Observatório da Universidade de Munique e do Observatório da Universidade de Estocolmo. Este programa educacional itinerante pretende chegar a cerca de 20 000 pessoas em oito semanas, de Outubro a Novembro de 2009, e cobrirá uma área de 5000 quilómetros. A viagem será feita ao longo do alto planalto, partilhado pelo Peru, Bolívia e Chile, precisamente onde se situam as regiões mais carenciadas destes países.

A escolha da América do Sul e do complexo montanhoso dos Andes para o Projecto GalileoMobile prendeu-se com diversas factores. O AIA2009 conta já com uma forte presença na região através de contactos nacionais, incluindo três projectos principais do AIA2009: Desenvolver a Astronomia Globalmente, Tomada de Consciência do Universo e Programa Galileo de Treino de Professores, os quais são todos parceiros oficiais deste projecto. A maior parte das pessoas no Peru, Bolívia e Chile falam a mesma língua, o espanhol [1] e têm uma herança astronómica histórica muito rica, que data das civilizações dos Incas pré-Colombianos e dos Tiwanaku, que viviam neste planalto. A elevada altitude da região e a boa qualidade dos céus para observação astronómica  foram também factores que tornaram esta região um candidato atractivo para a viagem inicial do GalileoMobile.

A viagem começa hoje, dia 5 de Outubro em Antofagasta, no Chile, com uma inauguração pública gratuita cerca das 19:00 na Praça Berta González, na Universidade Católica do Norte. O evento, que incluirá observações do céu nocturno, é organizado pelo ESO em colaboração com Explora II Region e com o Instituto Astronómico da Universidade. De Antofagasta o GalileoMobile segue em direcção a norte para La Paz na Bolívia e para o Peru. Na viagem de regresso a Antofagasta passará pela estrada costeira pan-americana e passará perto do Observatório do ESO, o Very Large Telescope no Cerro Paranal. A coordenadora da Educação e Divulgação do ESO, Laura Ventura, dará assistência à equipa do GalileoMobile à medida que esta for contactando com as diversas comunidades dos desertos do norte do Chile.

O GalileoMobile é uma iniciativa extraordinária e uma oportunidade única para reforçar as actividades educacionais no norte do Chile e nos países vizinhos. Promoverá uma maior consciência e um despertar para a astronomia e para a ciência, no geral”, diz Ventura. “Estamos preparados para ajudar os membros da equipa a fazerem do GalileoMobile um grande sucesso”. 

Para registar esta extraordinária expedição astronómica, os membros da equipa escreverão entradas no blog do GalileoMobile e Diário Cósmico, um jornal-blog online que é igualmente uma parte importante do projecto AIA2009, e que gere um Twitter feed e uma página FaceBook. A equipa contactará jornais nacionais, websites e estações de televisão durante a viagem, e será acompanhada por uma equipa de filmagem que produzirá um documentário da expedição em várias línguas.  

Philippe Kobel, o coordenador do projecto conclui: “Esperamos que, ao mostrar o maravilhoso da descoberta astronómica, e a diversidade e riqueza das tradições sul americanas, o Projecto GalileoMobile encorajará o sentimento de “unicidade debaixo do mesmo céu entre pessoas de diferentes culturas e com experiências diferentes.

O GalileoMobile é financiado pelo Observatório Europeu do Sul (ESO), cujo país de acolhimento é o Chile, e que é igualmente sede do secretariado do Ano Internacional da Astronomia 2009 (AIA2009), a Sociedade Max Planck (MPG/MPE/MPA/MPS), NORDITA, Regione Molise e a Sociedade Óptica da América.

Notas

[1] Estudantes universitários locais e oficiais de comunicação juntar-se-ão à equipa do GalileoMobile pontualmente, no intuito de facilitar o acesso a sítios remotos e promover a comunicação e tradução de conteúdos em línguas nativas não espanholas, como o Quechua e o Aymara.

Mais Informações

O ESO, o Observatório do Sul Europeu, é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 14 países: Áustria, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Itália, Holanda, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e funcionamento de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta, no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronómico, no visível, mais avançado do mundo. O ESO é o parceiro europeu do revolucionário telescópio  ALMA, o maior projecto astronómico que existe actualmente. O ESO encontra-se a planear o European Extremely Large Telescope, E-ELT, um telescópio de 42 metros que observará na banda do visível e próximo infravermelho. O E-ELT será “o maior olho no céu do mundo”.

Links

Contatos

Laura Ventura
ESO
Santiago, Chile
Tel.: +56 2 463 3265
Cel.: +56 9 9829 4202
e-mail: lventura@eso.org

Philippe Kobel
Galileomobile Project Coordinator
Tel.: +41 76 417 23 91
e-mail: kobel@mps.mpg.de

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso0937, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contato local para a imprensa. O representante brasileiro é Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos. A nota de imprensa foi traduzida por Margarida Serote (Portugal) e adaptada para o português brasileiro por Gustavo Rojas.

Sobre a nota de imprensa

No. da notícia:eso0937-pt-br
Legacy ID:PR 37/09

Imagens

Roadmap for GalileoMobile expedition
Roadmap for GalileoMobile expedition
somente em inglês
The GalileoMobile expedition team
The GalileoMobile expedition team
somente em inglês

Vídeos

About the GalileoMobile expedition
About the GalileoMobile expedition
somente em inglês

Veja também