eso1031-pt-br — Foto de imprensa

Estrela Brilhante em Vizinhança Colorida

28 de Julho de 2010

Uma nova imagem espectacular obtida com o instrumento Wide Field Imager do ESO, no Observatório de La Silla, Chile, mostra uma estrela brilhante invulgar, WR 22, assim como a sua vizinhança colorida. WR 22 é uma estrela muito quente e brilhante que se encontra a libertar a sua atmosfera para o espaço a uma taxa muitos milhões de vezes mais rápida que a do Sol. Esta estrela situa-se na região exterior da Nebulosa de Carina, onde se formou.

As estrelas de grande massa vivem depressa e morrem novas. Alguns destes faróis estelares emitem, no final das suas vidas, uma radiação tão intensa que libertam matéria para o espaço muitos milhões de vezes mais depressa que as estrelas relativamente calmas, como é o caso do Sol. Estas estrelas raras, muito quentes e de grande massa são conhecidas como estrelas Wolf-Rayet [1], nomeadas pelos dois astrónomos franceses que primeiro as identificaram em meados do século XIX. Uma das estrelas de maior massa alguma vez observada é conhecida por WR 22. Esta estrela aparece no centro da imagem, imagem esta composta por várias outras obtidas com os filtros vermelho, verde e azul do instrumento Wide Field Imager montado no telescópio MPG/ESO de 2.2 metros, situado no Observatório de La Silla, Chile. WR 22 faz parte de um sistema de estrela dupla e a sua massa medida é pelo menos 70 vezes a massa do Sol.

WR 22 situa-se na constelação austral de Carina, a quilha do navio Argo de Jason, na mitologia grega. Embora a estrela esteja a mais de 5000 anos-luz de distância da Terra, é tão brilhante que pode ser observada a olho nu, se dispusermos de boas condições de observação. WR 22 é uma das estrelas excepcionalmente brilhantes associadas à bonita Nebulosa de Carina (também conhecida como NGC 3372) e a zona exterior desta imensa região de formação estelar situada no sul da Via Láctea forma o colorido pano de fundo desta imagem.

As cores subtis da rica tapeçaria de fundo são o resultado das interacções entre a intensa radiação ultravioleta emitida pelas estrelas quentes de grande massa, incluindo a WR 22, e as vastas nuvens de gás, essencialmente hidrogénio, a partir das quais as estrelas se formaram. A zona central deste enorme complexo de gás e poeira situa-se no lado esquerdo da imagem e pode ser visto na imagem eso1031b. Esta zona inclui a estrela Eta Carinae que foi abordada numa nota de imprensa anterior (eso0905).

Notas

[1] Mais informação sobre as estrelas Wolf-Rayet

Mais Informações

O ESO, o Observatório Europeu do Sul, é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 14 países: Áustria, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Itália, Holanda, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e funcionamento de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta, no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronómico, no visível, mais avançado do mundo e o VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo. O ESO é o parceiro europeu do revolucionário telescópio  ALMA, o maior projecto astronómico que existe actualmente. O ESO encontra-se a planear o European Extremely Large Telescope, E-ELT, um telescópio de 42 metros que observará na banda do visível e próximo infravermelho. O E-ELT será “o maior olho no céu do mundo”.

Links

Vista da parte central da Nebulosa de Carina obtida com o instrumento Wide Field Imager

Contatos

Douglas Pierce-Price
ESO
Garching, Germany
Tel.: +49 89 3200 6759
e-mail: dpiercep@eso.org

Richard Hook
ESO, Survey Telescopes PIO
Garching Tel.: +49 89 3200 6655
e-mail: rhook@eso.org

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1031, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contato local para a imprensa. O representante brasileiro é Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos. A nota de imprensa foi traduzida por Margarida Serote (Portugal) e adaptada para o português brasileiro por Gustavo Rojas.
Bookmark and Share

Sobre a nota de imprensa

No. da notícia:eso1031-pt-br
Nome:WR 22
Facility:MPG/ESO 2.2-metre telescope

Imagens

The Carina Nebula around the Wolf–Rayet star WR 22
The Carina Nebula around the Wolf–Rayet star WR 22
somente em inglês
Panorâmica das regiões WR 22 e Eta Carina na Nebulosa Carina
Panorâmica das regiões WR 22 e Eta Carina na Nebulosa Carina
A Nebulosa Carina na constelação Carina
A Nebulosa Carina na constelação Carina

Vídeos

Zooming in on the Carina Nebula around the Wolf–Rayet star WR 22
Zooming in on the Carina Nebula around the Wolf–Rayet star WR 22
somente em inglês
Panning across the Carina Nebula around the Wolf–Rayet star WR 22
Panning across the Carina Nebula around the Wolf–Rayet star WR 22
somente em inglês
3D Animation of the Carina Nebula
3D Animation of the Carina Nebula
somente em inglês

Veja também