eso1713pt-br — Nota de imprensa institucional

Entrega da Residencia ALMA

Novas instalações no Chile para o pessoal e visitantes do ALMA

25 de Abril de 2017

A nova Residencia ALMA, situada no Local de Apoio às Operações do ALMA, acaba de ser entregue ao Observatório Conjunto ALMA. No evento de celebração deste marco estiveram presentes o Conselho do ALMA e os diretores dos três órgãos administradores — ESO, NAOJ e NRAO. Também estiveram presentes os arquitetos que conceberam o edifício. A Residencia ALMA é a última grande construção a ser entregue pelo ESO ao projeto ALMA.

A entrega da Residencia ALMA constitui um marco no desenvolvimento do Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA). O novo edifício acomodará o pessoal que trabalha no ALMA, assim como os visitantes do Local de Apoio às Operações do ALMA, situado perto de San Pedro de Atacama no norte do Chile, a apenas 28 km do telescópio propriamente dito. O ESO construiu a Residencia, que constitui a sua última contribuição importante ao projeto ALMA.

O design do edifício foi concebido pelos arquitetos finlandeses Kouvo & Partanen, tendo sido depois adaptado para o mercado chileno por Rigotti & Simunovic Arquitectos, uma empresa de arquitetura chilena. O contrato de construção foi concedido ao consórcio AXIS LyD Construcciones Ltda, constituído por Constructora L y D S.A. e Axis Desarrollos Constructivos S.A., ambas companhias chilenas com larga experiência na construção de edifícios residenciais no ambiente inóspito do norte chileno. A construção começou oficialmente a 23 de fevereiro de 2015.

Os edifícios foram concebidos de modo a que a forma e cor do seu exterior se enquadrasse na topologia, no meio ambiente e na paisagem do local. Dadas as condições inóspitas do deserto, a localização remota e o padrão de trabalho do pessoal do ALMA (tanto de dia como de noite), a Residencia foi concebida para oferecer um ambiente calmo e agradável ao pessoal e visitantes, vindos de muitos países diferentes.

A Residencia tem duas áreas principais: áreas comuns e dormitórios. O design baseia-se num conceito modular, de modo a que possam ser acrescentadas mais acomodações de acordo com as necessidades. Atualmente, existem 120 quartos situados em 6 edifícios. As áreas comuns dispõem de biblioteca, cafeteria, salão, spa com ginásio, piscina, sauna e área para churrasco. Há também uma cozinha e uma sala de jantar extensa, com espaço suficiente para acomodar metade dos residentes de uma só vez.

O Local de Apoio às Operações do ALMA, onde está situada a Residencia, situa-se 2000 metros abaixo do telescópio propriamente dito, o qual está instalado no alto do planalto do Chajnantor. O ALMA é composto por 66 antenas de alta precisão, de 12 e 7 metros de diâmetro, que operam nos comprimentos de onda do milímetro e do submilímetro. O observatório iniciou observações científicas no final de setembro de 2011 e estuda os blocos constituintes de estrelas, sistemas planetários, galáxias e da própria vida, permitindo aos astrônomos explorar algumas das questões mais profundas relativas às nossas origens cósmicas.

Mais Informações

O Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA), uma infraestrutura astronômica internacional, é uma parceria entre o ESO, a Fundação Nacional para a Ciência dos Estados Unidos (NSF) e os Institutos Nacionais de Ciências da Natureza (NINS) do Japão, em cooperação com a República do Chile. O ALMA é financiado pelo ESO em prol dos seus Estados Membros, pela NSF em cooperação com o Conselho de Investigação Nacional do Canadá (NRC) e do Conselho Nacional Científico da Ilha Formosa (NSC) e pelo NINS em cooperação com a Academia Sinica (AS) da Ilha Formosa e o Instituto de Astronomia e Ciências do Espaço da Coreia (KASI).

A construção e operação do ALMA é coordenada pelo ESO, em prol dos seus Estados Membros; pelo Observatório Nacional de Rádio Astronomia dos Estados Unidos (NRAO), que é gerido pela Associação de Universidades, Inc. (AUI), em prol da América do Norte e pelo Observatório Astronômico Nacional do Japão (NAOJ), em prol do Leste Asiático. O Observatório Conjunto ALMA (JAO) fornece uma liderança e gestão unificadas na construção, comissionamento e operação do ALMA.

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é de longe o observatório astronômico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 16 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça, assim como pelo Chile, o país de acolhimento. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e operação de observatórios astronômicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrônomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronômica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronômico óptico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é um parceiro principal no ALMA, o maior projeto astronômico que existe atualmente. E no Cerro Armazones, próximo do Paranal, o ESO está a construir o European Extremely Large Telescope (E-ELT) de 39 metros, que será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Links

Contatos

Gustavo Rojas
Universidade Federal de São Carlos
São Carlos, Brazil
Tel.: +551633519797
e-mail: grojas@ufscar.br

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6655
Cel.: +49 151 1537 3591
e-mail: rhook@eso.org

Connect with ESO on social media

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1713, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contato local para a imprensa. O representante brasileiro é Gustavo Rojas, da Universidade Federal de São Carlos. A nota de imprensa foi traduzida por Margarida Serote (Portugal) e adaptada para o português brasileiro por Gustavo Rojas.

Sobre a nota de imprensa

No. da notícia:eso1713pt-br
Nome:ALMA Residencia
Tipo:Unspecified : Technology : Observatory : Facility
Facility:Atacama Large Millimeter/submillimeter Array

Imagens

A Residencia ALMA
A Residencia ALMA
A entrega da Residencia ALMA
A entrega da Residencia ALMA
A entrega da Residencia ALMA
A entrega da Residencia ALMA

Vídeos

ESOcast 103 Light:  Reveladas as novas instalações do ALMA (4K UHD)
ESOcast 103 Light: Reveladas as novas instalações do ALMA (4K UHD)
Vídeo time-lapse da construção da Residencia ALMA
Vídeo time-lapse da construção da Residencia ALMA
Vídeo time-lapse da construção da Residencia ALMA
Vídeo time-lapse da construção da Residencia ALMA

Veja também