ann17072-pt — Anúncio

ESOcast 132: Porque é que os astrónomos querem usar o ALMA — Somos poeira de estrelas!

12 de Outubro de 2017

Como é que podemos descobrir mais sobre a origem da vida na Terra? Bom, podemos deixar a Terra para trás e olhar para o Universo. Os átomos que constituem os nossos corpos só podem ser formados em ambientes de elevada pressão e temperatura, como é o caso do interior das estrelas. Quando as estrelas terminam as suas vidas, por vezes em espectaculares explosões de supernovas, os átomos que se formaram no seu interior são espalhados pelo espaço, onde irão dar origem à próxima geração de estrelas e planetas. Nas nuvens a partir das quais se formam as estrelas e os planetas, os átomos juntam-se para formar moléculas.

O ESOcast 132 explica como é que o ALMA pode ser usado para observar muitas moléculas diferentes até aos mais longínquos confins do Universo, incluindo algumas das necessárias à vida.

Pode subscrever os ESOcasts no iTunes, receber episódios futuros no YouTube ou seguir-nos no Vimeo.

Encontram-se disponíveis mais episódios do ESOcast.

Descubra como pode ver e contribuir com legendas para o ESOcast em diversas línguas ou traduzir este vídeo no YouTube.

Links

Contactos

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Telm: +49 151 1537 3591
Email: rhook@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann17072

Imagens

Cena do ESOcast 132
Cena do ESOcast 132

Vídeos

ESOcast 132: Porque é que os astrónomos querem usar o ALMA — Somos poeira de estrelas!
ESOcast 132: Porque é que os astrónomos querem usar o ALMA — Somos poeira de estrelas!