ann18047-pt — Anúncio

ESOcast 165: Faça avançar a sua carreira com os programas de bolsas do ESO

19 de Junho de 2018

Todos os anos, vários cientistas no início da sua carreira têm a oportunidade de desenvolver trabalho independente através dos programas de pós-doutoramento do ESO. O programa de bolsas do ESO decorre tanto no Chile como na Alemanha. As candidaturas abrem no verão e o prazo limite de inscrições é o dia 15 de Outubro.

O ESOcast 165 mostra a vida de um bolseiro do ESO e explora as oportunidades, experiências e benefícios que os bolseiros do ESO têm ao trabalhar na principal organização intergovernamental de astronomia feita a partir do solo.

Com este programa, os bolseiros do ESO desenvolvem o seu perfil científico, beneficiando de um rico ambiente científico. Trabalham de forma independente, desenvolvendo os seus próprios projetos de investigação e contribuem de forma ativa para projetos científicos de colaboração, ao mesmo tempo que se preparam para as maiores responsabilidades científicas, administrativas e de gestão inerentes às suas futuras posições.

Na Sede do ESO em Garching, na Alemanha, as bolsas de pós-doutoramento duram 3 anos. Os bolseiros passam pelo menos 75% do seu tempo a a fazer a sua própria investigação, enquanto cerca de 25% do tempo é dedicado a apoiar e desenvolver atividades em várias áreas, incluindo instrumentação, apoio às operações, observatório virtual e arquivo, divulgação científica ou operações científicas nos vários observatórios do ESO no Chile.

No Chile, as bolsas têm uma duração de 4 anos. Os bolseiros beneficiam de um ambiente de investigação dinâmico no centro de astronomia do ESO em Santiago. Todos os anos, alguns dos melhores astrónomos vêm aqui trabalhar, observar ou participar em conferências. Durante os três primeiros anos, os bolseiros são integrados num dos três grupos de operações científicas: Paranal, ALMA ou APEX, onde passam 80 noites por ano a contribuir para a operação dos telescópios. Esta é uma grande vantagem dos bolseiros no Chile, já que tal experiência os ajuda a compreender melhor os instrumentos e as suas capacidades, permitindo-lhes assim escrever melhores propostas de observação. Os bolseiros podem depois escolher passar o seu quarto ano no centro de astronomia do ESO em Santiago, na Sede do ESO em Garching ou em qualquer instituto de astronomia/astrofísica num dos Estados Membros do ESO.

Independentemente do programa que escolham, os bolseiros do ESO são sempre totalmente apoiados para poderem levar a cabo investigação de ponta e ficarem na posse de competências práticas essenciais que lhes serão posteriormente úteis, ao longo das suas carreiras. Num questionário recente aplicado a bolseiros do ESO, antigos e atuais, 90% dos inquiridos afirmou que considera que as tarefas práticas beneficiavam as suas carreiras e 94% disse que tinha aprendido competências que usava nos seus atuais empregos.

Pode subscrever os ESOcasts no iTunes, receber episódios futuros no YouTube ou seguir-nos no Vimeo.

Encontram-se disponíveis mais episódios do ESOcast online.

Descubra como pode ver e contribuir com legendas para o ESOcast em diversas línguas ou traduzir este vídeo no YouTube.

Links

Contactos

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Telm: +49 151 1537 3591
Email: pio@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann18047

Imagens

Cena do ESOcast 165
Cena do ESOcast 165

Vídeos

ESOcast 165: Faça avançar a sua carreira com os programas de bolsas do ESO
ESOcast 165: Faça avançar a sua carreira com os programas de bolsas do ESO