Escolha a sua língua:

Imagem das galáxias Antena, composta a partir de observações ALMA e Hubble

As galáxias Antena (também conhecidas como NGC 4038 e 4039) são um par de galáxias em espiral em colisão, que apresentam formas muito distorcidas, situadas a cerca de 70 milhões de anos-luz de distância, na constelação do Corvo. Esta imagem combina observações ALMA, obtidas em duas regiões diferentes de comprimentos de onda durante a fase de testes iniciais do observatório, com observações obtidas pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA.

A imagem Hubble é a imagem mais nítida alguma vez obtida para este objeto, sendo por isso um marco em termos de resolução. O ALMA observa a comprimentos de onda muito maiores, o que faz com que tenha muito mais dificuldade em obter imagens comparativamente tão nítidas. No entanto, quando a rede ALMA estiver completa, a sua visão será dez vezes mais nítida que a do Hubble.

A maioria das observações de teste do ALMA utilizadas para criar esta imagem, foram obtidas com apenas doze antenas a trabalhar em uníssono - muito menos do que as que serão utilizadas para fazer as primeiras observações científicas - e situadas muito próximo umas das outras. Ambos os factores contribuem para fazer desta nova imagem apenas o aperitivo do que ainda está para vir. À medida que o observatório for crescendo, a nitidez, velocidade e qualidade das observações irá aumentar de forma drástica, já que mais antenas ficarão disponíveis e a rede irá crescer em tamanho. Apesar disso, esta é a melhor imagem no comprimentos de onda submilimétrico das galáxias Antena e abre uma nova janela para o Universo submilimétrico.

Enquanto a radiação visível - aqui mostrada a azul - revela-nos as estrelas recém nascidas nas galáxias, a imagem ALMA mostra algo que não pode ser visto a esses comprimentos de onda: as nuvens de gás denso frio a partir das quais as novas estrelas se formam. As observações ALMA - aqui mostradas a vermelho, rosa e amarelo - foram obtidas a comprimentos de onda específicos da radiação milimétrica e submilimétrica (bandas 3 e 7 do ALMA), calibradas para  detectar moléculas de monóxido de carbono nas nuvens de hidrogénio (que seriam invisíveis de outro modo), onde se estão a formar novas estrelas.

Foram encontradas enormes concentrações de gás, não apenas nos corações das duas galáxias mas também na região caótica onde estão a colidir. Aí, a quantidade total de gás chega aos mil milhões de vezes a massa do Sol - um reservatório extremamente rico em material para futuras gerações de estrelas. Observações como estas serão vitais para compreender de que modo é que as colisões de galáxias dão origem ao nascimento de novas estrelas. Este é apenas um exemplo de como o ALMA revela partes do Universo que não podem ser observadas com telescópio a operar no visível e no infravermelho.

Créditos:

ALMA (ESO/NAOJ/NRAO). Visible light image: the NASA/ESA Hubble Space Telescope

Bookmark and Share

Sobre a imagem

Id:eso1137a
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:3 de Outubro de 2011 às 11:30
Notícias relacionadas:eso1137
Tamanho:3375 x 3362 px

Sobre o objeto

Nome:Antennae Galaxies, NGC 4038, NGC 4039
Tipo:• Local Universe : Galaxy : Type : Interacting
• X - Galaxies
Distância:75 milhão anos-luz
Constellation:Corvus

Mounted Image

Image Formats

JPEG grande
3,0 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
282,0 KB
1280x1024
455,9 KB
1600x1200
680,1 KB
1920x1200
766,9 KB
2048x1536
1,1 MB

Coordenadas

Position (RA):12 1 52.55
Position (Dec):-18° 52' 2.96"

Cores e filtros

BandaComprimento de ondaTelescópio
Óptico
B
435 nm Hubble Space Telescope
ACS
Óptico
V
550 nm Hubble Space Telescope
ACS
Infravermelho
I
814 nm Hubble Space Telescope
ACS
Milímetro
ALMA Band 7
870 μm Atacama Large Millimeter/submillimeter Array
Milímetro
ALMA band 7
870 μm Atacama Large Millimeter/submillimeter Array
Milímetro
ALMA Band 7
870 μm Atacama Large Millimeter/submillimeter Array
Milímetro
ALMA Band 3
2.6 mm Atacama Large Millimeter/submillimeter Array
Milímetro
ALMA band 3
2.6 mm Atacama Large Millimeter/submillimeter Array

Veja também