ALMA localiza de forma precisa galáxias primordiais

Uma equipa de astrónomos utilizou o ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) para determinar a localização de mais de 100 galáxias com formação estelar intensa no Universo primordial.

O melhor mapa que existia até agora destas galáxias distantes e poeirentas tinha sido feito com o auxílio do telescópio Atacama Pathfinder Experiment (APEX), no entanto as observações não tinham nitidez suficiente para permitir identificar de forma clara estas galáxias em imagens obtidas a outros comprimentos de onda. O ALMA precisou de apenas dois minutos por galáxia para localizar cada uma delas numa região pequeníssima, 200 vezes menor que as enormes manchas desfocadas observadas pelo APEX, e com três vezes mais sensibilidade.

Esta imagem mostra detalhadamente uma seleção destas galáxias observadas pelo ALMA (a vermelho). As observações ALMA, nos comprimentos de onda do submilímetro, encontram-se sobrepostas a uma imagem infravermelha da região, obtida pela câmara IRAC a bordo do Telescópio Espacial Spitzer (a azul).

Créditos:

ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), APEX (MPIfR/ESO/OSO), J. Hodge et al., A. Weiss et al., NASA Spitzer Science Center 

Bookmark and Share

Sobre a imagem

Id:eso1318d
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:17 de Abril de 2013 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1318
Tamanho:1327 x 1067 px

Sobre o objeto

Nome:Chandra Deep Field South, Galaxies
Tipo:• Early Universe : Galaxy
• X - Galaxies

Image Formats

Suuri JPEG
306,4 KB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
212,7 KB
1280x1024
298,2 KB
1600x1200
380,3 KB

Veja também