Imagem SPHERE da lua de Saturno, Titã

Esta imagem infravermelha da maior lua de Saturno, Titã, foi uma das primeiras a ser obtida pelo instrumento SPHERE, pouco depois da sua instalação no Very Large Telescope do ESO em maio de 2014. A imagem mostra quão eficiente é o sistema de óptica adaptativa, que permite revelar detalhes extremos neste disco minúsculo. Titã foi também um alvo pensado para testar as capacidades polarimétricas do SPHERE, as quais serão cruciais no estudo de alguns exoplanetas.

Esta imagem foi obtida pelo SPHERE a um comprimento de onda de 1,59 micrómetros. Titã é o maior satélite do Saturno (com cerca de 1,5 vezes o diâmetro da nossa Lua). Encontra-se coberto por uma extensa atmosfera constituída essencialmente por azoto com traços (cerca de 1,5 %) de metano. Quando observado no visível, a superfície do satélite encontra-se escondida por espessas nuvens, no entanto estas imagens no infravermelho próximo penetram a atmosfera,  conseguindo-se assim observar a superfície.

Créditos:

ESO/J.-L. Beuzit et al./SPHERE Consortium

Sobre a imagem

Id:eso1417b
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:4 de Junho de 2014 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1417
Tamanho:1000 x 961 px

Sobre o objeto

Nome:Titan
Tipo:• Solar System : Planet : Satellite
• X - Solar System

Formatos de imagens

Suuri JPEG
60,2 KB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
57,2 KB
1280x1024
78,1 KB
1600x1200
100,9 KB
1920x1200
120,4 KB
2048x1536
141,9 KB

Cores e filtros

BandaTelescópio
InfravermelhoVery Large Telescope
SPHERE

 

Veja também