Noite luminosa no Paranal

Quando a noite cai os observatórios do ESO despertam. Astrónomos e técnicos ocupam os seus lugares e os telescópios são apontados ao céu. Esta imagem mostra o céu extremamente límpido sobre o Observatório do Paranal do ESO no deserto chileno do Atacama, situado bem longe das luzes citadinas.

O Embaixador Fotográfico do ESO Gabriel Brammer capturou a beleza serena da Via Láctea a partir da plataforma do Very Large Telescope. Os quatro enormes blocos ao fundo da imagem são os quatro Telescópios Principais do VLT, cada um com um espelho muito preciso de 8,2 metros de diâmetro. Espalhados entre estes telescópios encontram-se os Telescópios Auxiliares do VLT, facilmente identificáveis  pelas suas cúpulas brancas redondas. O ponto de luz à esquerda é a Lua, que brilha tão intensamente como se do Sol se tratasse. Podemos ver ainda encostada à direita a sombra do fotógrafo, que nos acena com os braços esticados.

Todo o céu nocturno pode ser observado devido ao uso de uma lente olho de peixe, que cria este efeito circular com o solo a rodear toda a imagem.

Créditos:

ESO/G. Brammer

Sobre a imagem

Id:potw1352a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:30 de Dezembro de 2013 às 10:00
Tamanho:10000 x 10000 px

Sobre o objeto

Nome:Chile, Paranal, Very Large Telescope
Tipo:• Unspecified : Technology : Observatory
• X - Paranal

Formatos de imagens

JPEG grande
33,3 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
262,2 KB
1280x1024
428,6 KB
1600x1200
596,2 KB
1920x1200
684,6 KB
2048x1536
932,3 KB

 

Veja também