Escolha a sua língua:
Deutsch Deutsch italiano Nederlands español English español Íslenska polski Русский Türkçe
Noticias do Universo para crianças de todo o mundo

Idaaades no espaço!

12 de Setembro de 2012

Às vezes é difícil de entender a quantidade de tempo envolvida nos eventos do universo. Mas o universo é enorme e anda por cá há muito tempo, à volta de 13,70 mil milhões de anos! Isto é, aproximadamente três vezes mais velho que a Terra. É difícil imaginar um tempo anterior à existência do nosso planeta!

Estas grandes escalas de tempo significam que os astrónomos não podem estudar algo como o tempo de vida de uma estrela através do estudo de uma única estrela, pois levaria milhões ou milhares de milhões de anos! Em vez disso, observam estrelas diferentes em diferentes fases das suas vidas.

Às vezes, porém, as coisas que estão distantes no espaço profundo alteraram-se no céu noturno durante a nossa vida. Por exemplo, observe esta nova fotografia. Mostra uma nuvem de gás brilhante que restou da morte explosiva de uma estrela de grande massa há cerca de 11.000 anos atrás. Os astrónomos, chamam a uma explosão como esta de "supernova".

A nuvem viaja muito rápido no espaço, a uma velocidade de cerca de 650.000 quilómetros por hora. Surpreendentemente, mesmo que esteja muito longe da Terra, viaja tão rapidamente que vai mudar a sua posição no céu noturno dentro de uma vida humana. Quando for mais velho, as estrelas que durante a noite no céu lhe parecerão estar próximas da supernova, não serão as mesmas em relação ao que lhe parece agora. Mesmo depois de 11 mil anos, a explosão da supernova ainda está a mudar o rosto do céu noturno!

Envolva-se: muitos astrónomos mantêm diários ou desenhos das suas observações. Estes são grandes registros para consultar e ver se algo mudou no universo. Por que não começa o seu próprio registo de observações? Mesmo que não tenha um telescópio, pode fazer desenhos das coisas que consegue ver, como a Lua e objetos especiais, como um cometa ocasional. 

Esta é a versão para crianças da Nota de Imprensa do ESO eso1236.