eso1240pt — Nota de Imprensa Institucional

Escolha a sua língua:

Gala para celebrar os 50 anos do Observatório Europeu do Sul

12 de Outubro de 2012

Na noite de 11 de outubro de 2012, teve lugar no Salão Imperial da Residência de Munique, na Alemanha, uma gala para celebrar o 50º aniversário do Observatório Europeu do Sul. Para assinalar a ocasião, os representantes principais dos Estados Membros do ESO e da sua nação de acolhimento, o Chile, entre eles sete ministros e dois embaixadores, e o Observatório propriamente dito, assinaram um protótipo de um segmento de espelho do European Extremely Large Telescope.

O Diretor Geral do ESO, Professor Tim de Zeeuw, e o Presidente do Conselho do ESO, Professor Xavier Barcons, deram as boas vindas a distintos representantes dos Estados Membros do ESO e do seu país de acolhimento, o Chile, assim como ao Conselho do ESO, a representantes dos comités do ESO, a antigos Diretores Gerais do ESO, a astrónomos de renome e outras figuras centrais na história do ESO.

A gala [1] celebrou os cinquenta anos de sucessos alcançados desde a assinatura da convenção do ESO em outubro de 1962, que estabeleceu a Organização. No último meio século, o ESO tornou-se, sem margem de dúvida, o observatório astronómico terrestre mais produtivo do mundo e a gala foi uma oportunidade de celebrar as contribuições de muitas pessoas e organizações chave, indispensáveis ao sucesso do ESO.

Na abertura do evento, o Professor Barcons disse "Trabalhar em conjunto como membros do ESO é uma maneira vital dos Estados Membros desenvolverem e construírem infraestruturas astronómicas de vanguarda muito grandes, as quais não poderiam ser construídas individualmente. Este aspecto demonstra igualmente como o espírito de colaboração científica transcende fronteiras nacionais."

Ao dar as boas vindas à Alemanha aos convidados, a Prof. Dr. Annete Schavan, Bundesministerin für Bildung und Forschung disse, "A investigação feita pelo ESO é de extrema qualidade e é claro que pretendemos manter esta posição de liderança no futuro. As histórias de sucesso perpetuam-se e é por isso que é importante levar a cabo a construção do maior telescópio do mundo, o European Extremely Large Telescope. O E-ELT poderá dar-nos respostas sobre algumas das mais urgentes questões em astrofísica."

"Entre a fértil paisagem de investigação na Baviera, o ESO demarca-se de maneira preciosa" acrescentou o Dr. Wolfgang Heubisch, MdL Staatsminister für Wissenschaft, Forschung und Kunst, Bayern, Alemanha. "e contribui para a reputação que a Baviera tem de ser um importante local para a ciência, o que atrai um grande número de conceituados cientistas vindos de todo o mundo."

Entre os cientistas conceituados presentes na gala encontrava-se o Professor Brian Schmidt, prémio Nobel da Física em 2011, que sumariou a sua opinião sobre o ESO do seguinte modo "Eu não penso apenas que o futuro da astronomia seja brilhante no ESO, eu penso antes que o futuro da astronomia é o ESO."

O Professor Tim de Zeeuw falou sobre a evolução do ESO e dos seus três observatórios atuais, La Silla, Paranal e Chajnantor, assim como Armazones, o local do futuro European Extremely Large Telescope. Estas infraestruturas são o exemplo vivo da missão a que se propôs a Organização, a de desenvolver e operar infraestruturas de vanguarda de observação para a investigação astronómica, e apoiar colaborações em astronomia.

"O sucesso do ESO deve-se ao seu pessoal altamente competente e motivado, aliado a esforços vitais por parte de instituições industriais, científicas e tecnológicas nos Estados Membros," declarou o Professor de Zeeuw.

O Professor de Zeeuw falou também do futuro do ESO e da astronomia, dando particular ênfase à importância continuada da investigação científica na sociedade, notando que "se a nossa sociedade não se mantiver interessada na ciência, está condenada. Tem que haver espaço para o pensamento criativo e para a investigação fundamental."

Os convidados tiveram a oportunidade de assistir a excertos do filme Europa para as Estrelas - Os primeiros 50 anos de exploração do céu austral pelo ESO, um documentário que conta a história do ESO, ao conceber, construir e operar os telescópios terrestres mais poderosos do mundo.

Para terminar a noite, os chefes das delegações nacionais e os Professores de Zeeuw e Barcons, assinaram um protótipo de um segmento de espelho do European Extremely Large Telescope, o maior olho no céu do mundo. O espelho primário de 39 metros do E-ELT será composto por 798 segmentos de vidro hexagonais, cada um com uma dimensão de 1.4 metros mas apenas 50 milímetros de espessura. O E-ELT será de longe o maior telescópio óptico e infravermelho do mundo. As assinaturas neste segmento ficarão gravadas no vidro, tornando-se um recordação permanente da celebração dos primeiros 50 anos do ESO.

Ao falar, depois da cerimónia das assinaturas, o Ministro de Negócios Estrangeiros do Chile, Alfredo Moreno, disse "Os locais astronómicos no Chile são os mais límpidos da Terra, o que os torna uma porta magnífica para explorar o céu austral. A forte comunidade técnica e científica chilena é uma peça fundamental no desenvolvimento da investigação astronómica. Estamos muito orgulhosos por ser a nação hospedeira do ESO e marcar estes 50 anos a trabalhar em conjunto no intuito de fazer avançar o nosso conhecimento do Universo." 

Notas

[1] A gala foi uma das várias atividades dedicadas ao aniversário do ESO. Mais informação pode ser consultada online.

Informações adicionais

O ano de 2012 marca o quinquagésimo aniversário da fundação do Observatório Europeu do Sul (ESO). O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 15 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e funcionamento de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta, no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronómico óptico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é o parceiro europeu do revolucionário telescópio  ALMA, o maior projeto astronómico que existe atualmente. O ESO encontra-se a planear o European Extremely Large Telescope, E-ELT, um telescópio de 39 metros que observará na banda do visível e próximo infravermelho. O E-ELT será “o maior olho no céu do mundo”.

Links

Contactos

João Fernandes
Departamento de Matemática, Universidade de Coimbra
3001-454 Coimbra, Portugal
Telm.: 914002960
Email: eson-portugal@eso.org

Margarida Serote
ESO Science Outreach Network
Portugal
Telm.: +351 913722738
Email: eson-portugal@eso.org

Douglas Pierce-Price
Public Information Officer, ESO
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6759
Email: dpiercep@eso.org

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1240, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contacto local com os media, em ligação com os desenvolvimentos do ESO. A representante do nodo português é Margarida Serote.
Bookmark and Share

Sobre a Nota de Imprensa

No. da Notícia:eso1240pt
Tipo:• X - People and Events

Imagens

Gala para celebrar os 50 anos do Observatório Europeu do Sul
Gala para celebrar os 50 anos do Observatório Europeu do Sul
Brian Schmidt na gala do 50º aniversário do ESO
Brian Schmidt na gala do 50º aniversário do ESO
Tim de Zeeuw na gala do 50º aniversário do ESO
Tim de Zeeuw na gala do 50º aniversário do ESO
Assinatura de um protótipo de um segmento de espelho do E-ELT para marcar o 50º aniversário do ESO
Assinatura de um protótipo de um segmento de espelho do E-ELT para marcar o 50º aniversário do ESO
A gala do 50º aniversário do ESO no Salão Imperial da Residência de Munique, na Alemanha
A gala do 50º aniversário do ESO no Salão Imperial da Residência de Munique, na Alemanha
Salão Imperial da Residência de Munique, na Alemanha
Salão Imperial da Residência de Munique, na Alemanha

Vídeos

Gala do 50º Aniversário do ESO
Gala do 50º Aniversário do ESO

Veja também