Noticias do Universo para crianças de todo o mundo

Os astrónomos desvendam um mistério poeirento

9 de Julho de 2014

Há 13 800 milhões de anos teve lugar o evento mais importante da história - o Universo nasceu com o Big Bang.

Nos primeiros instantes após o Big Bang, o universo era extremamente quente e enevoado. Em poucas milionésimas de segundo, o universo esfriou criando as condições certas para que os componentes da matéria se formassem.

Quase 400 000 anos depois deu-se a formação de hidrogénio e hélio (estes elementos continuam a ser de longe os mais abundantes no universo), cerca de 1 600 milhões de anos mais tarde, a gravidade começou a fazer-se sentir e formaram-se estrelas e galáxias a partir das nuvens destes gases.

A partir daqui, todos os materiais pesados no universo, como o carbono, oxigénio e ferro, produziram-se nos núcleos das estrelas sendo catapultados para o universo quando estas chegam ao fim das suas vidas. Estes são os materiais de que todos somos formados.

O que permaneceu até agora por esclarecer é a forma como estes materiais em bruto puderam agregar-se formando grãos de poeira cósmica sem ficarem destruídos pelo ambiente agreste em que são criados.

Os astrónomos estudaram uma supernova chamada SN2010jl, representada nesta imagem por um artista. Pela primeira vez conseguiram medir estes materiais pesados agrupando-se para formar grãos de poeira cósmica poucas semanas após a violenta explosão. Como se não bastasse estes grãos de poeira são os maiores e mais fortes até hoje vistos!

Facto curioso: A fuligem de uma vela é muito semelhante à poeira cósmica, no entanto os grãos de fuligem são 10 ou mais vezes maiores que os encontrados no espaço.

Esta é a versão para crianças da Nota de Imprensa do ESO eso1421.