ann16001-pt-br — Anúncio

Datas do Concurso Insight Astronomy Photographer of the Year 2016

O ESO atua em parceria com o Observatório Real de Greenwich

7 de Janeiro de 2016

O Observatório Real de Greenwich, em associação com a empresa Insight Investment e a BBC Sky at Night Magazine, anunciou as datas para o concurso Insight Astronomy Photographer of the Year 2016 — a sua busca global anual das mais bonitas e espetaculares visões do cosmos, sejam elas fotografias notáveis de enormes galáxias, a milhões de anos-luz de distância ou imagens surpreendentes do céu noturno, muito mais perto de nós.

Já na sua oitava edição, este concurso altamente popular começará a receber candidaturas a partir de segunda-feira, dia 29 de fevereiro e terá um aumento do prêmio monetário para todos os vencedores, com o vencedor final do concurso a receber 10 000 libras.

O Concurso Insight Astronomy Photographer of the Year 2016 tem nove categorias principais:

  • Paisagens do céu: imagens de paisagens urbanas ou campestres do crepúsculo e do céu noturno, onde apareçam a Via Láctea, rastros de estrelas, chuvas de meteoros, conjunções, nascer de constelações, halos e nuvens mesosféricas polares (noctilucentes), juntamente com elementos terrestres.
  • Auroras: fotografias que mostrem atividade auroral
  • Pessoas e Espaço: fotografias do céu noturno que incluam pessoas ou um elemento humano interessante.
  • O Sol: imagens do Sol, incluindo eclipses solares e trânsitos.
  • A Lua: imagens da Lua, incluindo eclipses lunares e ocultações de planetas.
  • Planetas, Cometas e Asteróides: todo o restante Sistema Solar, incluindo planetas e seus satélites, cometas, asteroides e outras formas de detritos zodiacais.
  • Estrelas e Nebulosas: objetos do espaço profundo que se encontrem na Via Láctea, incluindo estrelas, aglomerados estelares, restos de supernovas, nebulosas e outros fenômenos intergaláticos.
  • Galáxias: objetos do espaço profundo que se encontrem para além da Via Láctea, incluindo galáxias, aglomerados de galáxias e associações estelares.
  • Jovem Astrofotógrafo do Ano: fotografias tiradas por aspirantes a astrônomos com idade inferior a 16 anos.

Há também dois prêmios especiais: o Prêmio Sir Patrick Moore para a melhor fotografia tirada por um astrofotógrafo amador que tenha começado este hobby no último ano e que não tenha participado ainda neste concurso e o Robotic Scope, que premia a melhor fotografia obtida com o auxílio de um de entre um número cada vez maior de telescópios controlados por computador, situados em locais especiais em todo o mundo, aos quais qualquer pessoa pode ter acesso através da internet.

As fotografias têm que ser submetidas até 14 de abril de 2016 e as imagens vencedoras estarão em exposição no Observatório Real de Greenwich a partir de 17 de setembro de 2106.

Os fotógrafos podem concorrer online através do link www.rmg.co.uk/astrophoto. Cada participante pode submeter um máximo de cinco imagens.

O ESO junta-se à edição de 2016 deste concurso, contribuindo com um membro do júri do seu Departamento de Educação e Divulgação Científica (ePOD). Um ganhador do prêmio Turner, o artista Wolfgang Tillmans, fará também parte do júri deste ano.

Estamos muito entusiasmado com a perspectiva do Observatório Europeu do Sul contribuir para esta excelente iniciativa, que faz com que as pessoas levantem os olhos para o céu, encorajando-as a, não só apreciar e compreender a beleza do Universo onde vivemos, mas também capturá-la e compartilhá-la com os outros,” disse a Coordenadora para a Comunidade do ESO, Oana Sandu.

Os vencedores serão anunciados numa cerimônia que se realizará no Observatório Real de Greenwich a 15 de setembro de 2016. As fotografas vencedoras estarão em exibição no Centro de Astronomia a partir do dia 17 de setembro de 2016.

Mais informação

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é de longe o observatório astronômico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 16 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça, assim como pelo Chile, o país de acolhimento. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e operação de observatórios astronômicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrônomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronômica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronômico ótico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é um parceiro principal no ALMA, o maior projeto astronômico que existe atualmente. E no Cerro Armazones, próximo do Paranal, o ESO está a construir o European Extremely Large Telescope (E-ELT) de 39 metros, que será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

O Observatório Real de Greenwich é o local da Hora Média de Greenwich e do Primeiro Meridiano e um dos mais importantes locais históricos e científicos de todo o mundo. Desde a sua fundação em 1675, Greenwich tem sido o centro das medidas de tempo e de espaço. Atualmente, as galerias do Observatório e o Planetário Peter Harrison ajudam a deslindar  os fenômenos extraordinários do tempo, do espaço e da astronomia. O Observatório Real de Greenwich faz parte dos Museus Reais de Greenwich, que incluem também o Museu Marítimo Nacional, a Casa da Rainha do século XVII e o navio Cutty Sark. Os Museus Reais de Greenwich pretendem mostrar ao público a importância do mar, dos navios, do tempo e das estrelas e a sua relação com as pessoas. Esta coleção única de exibições, que são uma parte chave de Greenwich Marítimo, um Local catalogado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade, acolhe mais de dois milhões de visitantes nacionais e internacionais por ano e é também um centro principal de educação e investigação. Para mais informações consulte o link www.rmg.co.uk.

A Insight Investment é um gestor de ativos líder de mercado, especializada em conceber soluções  de investimento para satisfazer as necessidades dos seus clientes. Fundada em 2002, a parceria Insight obtém tanto um bom rendimento dos investimentos como um crescimento impressionante dos ativos que se encontram sob a sua gestão. A Insight pertence ao BNY Mellon, líder mundial em gestão de investimentos e serviços de investimento. Para mais informação acerca da Insight consulte o link www.insightinvestment.com.

A BBC Sky at Night Magazine transformou-se na revista de astronomia mais vendida desde o seu lançamento em 2005, com 25000 assinantes e com vendas médias de 7500 cópias por mês. skyatnightmagazine.com tem 33 000 usuários únicos a cada mês e atinge mais de 32 000 seguidores nas redes sociais do Facebook e Twitter. A revista está também disponível no iTunes Newsstand, Google Play e Zinio, e é um parceiro social do concurso anual Insight Astronomy Photographer of the Year organizado pelo Observatório Real de Greenwich. Com artigos escritos pelos principais astrônomos e escritores do mundo, a revista BBC Sky at Night complementa um dos programas de televisão com maior tempo de antena em todo o mundo, The Sky at Night (O Céu à noite) e apresenta artigos regulares dos seus apresentadores Chris Lintott, Maggie Aderin-Pocock, Pete Lawrence e Paul Abel, para além de análises detalhadas sobre equipamentos e sugestões para observar as estrelas. Cada edição inclui também o último episódio do The Sky at Night num disco que se encontra anexado à revista. A BBC Sky at Night Magazine é publicada pela Immediate Media Co, com permissão da BBC Worldwide. Siga-nos em @skyatnightmag.

Wolfgang Tillmans nasceu em 1968 em Remscheid, na Alemanha e vive e trabalha em Berlim e Londres. Graduou-se no Bournemouth and Poole College of Art and Design em 1992. Em 2000 ganhou o Prêmio Turner e em 2015 foi-lhe atribuído o Prêmio em Fotografia pela Fundação Internacional Hasselblad. Tillmans foi Professor de Arte Interdisciplinar da Städelschule em Frankfurt am Main (2003-2009) e Diretor do Tate, Londres (2009-2014). Realizou exposições em todo o mundo com apresentações individuais no Museu Nacional de Arte Moderna, em Osaka, Japão, e no Museu Metropolitano de Arte, em Nova Iorque, EUA (2015); no Kunstsammlung Nordrhein-Westfalen, K21 Ständehaus, Düsseldorf, Alemanha e no Museu de Arte de Lima, Peru (2013); no Kunsthalle Zürich, Suíça, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Brasil, e Moderna Museet, Estocolmo, Suécia (2012); na Galeria Nacional de Arte Zachęta, Varsóvia, Polônia (2011) e na Galeria Serpentine, Londres, Reino Unido (2010).

Links

Contatos

Rhianon Davies
Royal Observatory Greenwich Press Office
Tel: 020 8312 6545/6789/6790
Telm: 07983 512 841
Email: rdavies@rmg.co.uk

Oana Sandu
Community Coordinator
ESO education and Public Outreach Department
Tel: +49 89 320 069 65
Email: osandu@partner.eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann16001

Imagens

Logotipo do Insight Astronomy Photographer of the Year
Logotipo do Insight Astronomy Photographer of the Year