ann17082-pt-br — Anúncio

ESOcast 139: Porque os astrônomos querem usar o ALMA — O ALMA e as nuvens interestelares frias

27 de Novembro de 2017

O Universo não é espaço vazio — está cheio de poeira! Algumas regiões são, de fato, muito, muito poeirentas. Novas estrelas bebês, por exemplo, encontram-se rodeadas por um disco de poeira que alimenta de matéria a jovem estrela, fazendo-a crescer. Esta fase vital da vida de uma estrela jovem deve ser bem estudada de modo a compreendermos melhor a evolução estelar. No entanto, observar através da poeira é uma tarefa difícil para muitos telescópios. E é aqui que entra o ALMA.

O ESOcast 139 mostra como é que as capacidades observacionais do ALMA permitem aos astrônomos compreender melhor objetos que, de outro modo, estariam escondidos no nosso Universo.

Você pode inscrever-se nos ESOcasts no iTunes, receber episódios futuros no YouTube ou seguir-nos no Vimeo.

Encontram-se disponíveis mais episódios do ESOcast.

Descubra como pode ver e contribuir com legendas para o ESOcast em diversas línguas ou traduzir este vídeo no YouTube.

Mais Informações

O ALMA, uma infraestrutura astronômica internacional, surge no âmbito de uma parceria entre o ESO, a Fundação Nacional para a Ciência dos Estados Unidos (NSF) e os Institutos Nacionais de Ciências da Natureza (NINS) do Japão, em cooperação com a República do Chile.

Links

Contatos

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Telm: +49 151 1537 3591
Email: rhook@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann17082

Imagens

Cena do ESOcast 139
Cena do ESOcast 139

Vídeos

ESOcast 139: O ALMA e as Nuvens Interestelares Frias
ESOcast 139: O ALMA e as Nuvens Interestelares Frias