100 Melhores Imagens

O Very Large Telescope captura uma maternidade estelar e celebra quinze anos de operações
Imagem infravermelha VISTA da Nebulosa de Orion
Crédito:

ESO/J. Emerson/VISTA.
Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

A Nebulosa Helix
Crédito:

ESO

Imagem VST da região de formação estelar Messier 17
Crédito:

ESO/INAF-VST/OmegaCAM. Acknowledgement: OmegaCen/Astro-WISE/Kapteyn Institute

Uma paisagem estelar de 340 milhões de pixeis obtida a partir do Paranal
NGC 2264 e o enxame da Árvore de Natal
O centro da Via Láctea
Crédito:

ESO/S. Gillessen et al.

NGC 2467 e seus arredores
A Nebulosa da Cabeça de Cavalo
Panorâmica das regiões WR 22 e Eta Carina na Nebulosa Carina
A Nebulosa Carina obtida pelo VST Survey Telescope
Crédito:

ESO. Acknowledgement: VPHAS+ Consortium/Cambridge Astronomical Survey Unit

Um olhar profundo na estranha galáxia Centaurus A
VLT revela os segredos escondidos da Nebulosa Carina
Imagem VST do enxame globular gigante Omega Centauri
Crédito:

ESO/INAF-VST/OmegaCAM. Acknowledgement: A. Grado/INAF-Capodimonte Observatory

Messier 78: uma nebulosa de reflexão em Orion
Os fogos escondidos da Nebulosa da Chama
Crédito:

ESO/J. Emerson/VISTA. Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

Madrugada no Paranal
Crédito:

ESO/H.H. Heyer

Panorâmica de 360 graus do céu austral
Crédito:

ESO/H.H. Heyer

Paisagem estelar de 370 milhões de pixeis da Nebulosa da Lagoa
Panorama da Via Láctea
Crédito:

ESO/S. Brunier

A Nebulosa Ómega
Crédito:

ESO

O Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA) à noite, sob as Nuvens de Magalhães
A nuvem escura Lupus 3 e as estrelas quentes jovens associadas à nuvem
A Via Láctea austral por cima do ALMA
O mundo nocturno do ALMA
Crédito:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

A região R Coronae Australis fotografada pelo Wide Field Imager em La Silla
A Nebulosa da Águia
Crédito:

ESO

Um conjunto de galáxias distantes
Crédito:

ESO/ Mario Nonino, Piero Rosati and the ESO GOODS Team

Espiral estranha descoberta pelo ALMA em torno da estrela gigante vermelha R Sculptoris
Imagem da nebulosa Elmo de Thor por ocasião do 50º Aniversário do ESO
Um duro dia de trabalho pela noite adentro
Imagem infravermelha VISTA da Nebulosa da Pata de Gato
Crédito:

ESO/J. Emerson/VISTA
Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

A maternidade estelar NGC 3603
Pôr do Sol no Paranal
Crédito:

ESO/F. Kamphues

A Nebulosa Trífida
Crédito:

ESO

O APEX no Chajnantor
Crédito:

ESO/H.H.Heyer

A galáxia em espiral NGC 1232
A Nebulosa da Lagosta observada pelo telescópio VISTA do ESO
Crédito:

ESO/VVV Survey/D. Minniti. Acknowledgement: Ignacio Toledo

Mosaico VISTA de vários gigapixeis das regiões centrais da Via Láctea
Crédito:

ESO/VVV Survey/D. Minniti
Acknowledgement: Ignacio Toledo, Martin Kornmesser

A boquilha da Nebulosa do Cachimbo
O VLT olha nos olhos da Virgem
Lua eclipsada, céu noturno magnífico
Crédito:

ESO/Y. Beletsky

O VLT em acção
Crédito:

ESO/S. Brunier

O Very Large Telescope do ESO espreita para o interior de uma nebulosa distante
Imagem infravermelha VISTA de uma maternidade estelar no Unicórnio
Crédito:

ESO/J. Emerson/VISTA.
Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

A plataforma do Paranal depois do pôr do Sol
Panorâmica do pôr do Sol no Paranal
Crédito:

ESO/Y. Beletsky

Centaurus A
Crédito:

ESO/WFI (Optical); MPIfR/ESO/APEX/A.Weiss et al. (Submillimetre); NASA/CXC/CfA/R.Kraft et al. (X-ray)

O tripleto da fada Sininho
Fotografia de um berço estelar
Crédito:

ESO/R. Fosbury (ST-ECF)

A galáxia NGC 1313
Crédito:

ESO

A Nebulosa de Orion
Crédito:

ESO/M.McCaughrean et al. (AIP)

O aglomerado globular 47 Tucanae
Crédito:

ESO/M.-R. Cioni/VISTA Magellanic Cloud survey.
Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

A solidão do ALMA
Crédito:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

Caçadores de exoplanetas em La Silla
Crédito:

Iztok Bončina/ESO

O cônico e icônico Licancabur de guarda ao Chajnantor
Marte, 2099?
Crédito:

ESO/J. Girard

O Laser do Yepun e as Nuvens de Magalhães
Penitentes gelados ao luar em Chajnantor
Sede do ESO ao pôr do Sol
Crédito:

ESO/H. Heyer

O drama da formação estelar em detalhe
Crédito:

ESO/Sergey Stepanenko

O Very Large Telescope visto pelos olhos de um pássaro
O observatório do Paranal e o vulcão Llullaillaco
Rastos de estrelas sobre o Paranal
Crédito:

ESO/Stéphane Guisard (www.eso.org/~sguisard)

Impressão artística de Corot-7b
Crédito:

ESO/L. Calcada

A galáxia em espiral NGC 253
Maternidades estelares brilhantes
Crédito:

ESO/APEX/DSS2/ SuperCosmos/ Deharveng(LAM)/ Zavagno(LAM)

N44 na Grande Nuvem de Magalhães
Nova imagem do cometa ISON
Crédito:

TRAPPIST/E. Jehin/ESO

Uma VISTA antes do pôr do Sol
Crédito:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

A Nebulosa do Lápis, um resto de forma estranha resultante de uma vasta explosão
APEX de sentinela no Chajnantor
Crédito:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

Imagem das galáxias Antena, composta a partir de observações ALMA e Hubble
Crédito:

ALMA (ESO/NAOJ/NRAO). Visible light image: the NASA/ESA Hubble Space Telescope

O VLT Survey Telescope: o maior telescópio do mundo concebido para fazer rastreios no visível
Um milhão de estrelas: em direção ao coração negro da Via Láctea
Crédito:

ESO/VISTA. Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

Conjunção celeste no Paranal
Crédito:

ESO/Y. Beletsky

Fotografia de grupo do VLT e da Galáxia
Crédito:

ESO/Y.Beletsky

A galáxia em espiral NGC 4945
Bola de fogo cósmica cai sobre o ALMA
Três planetas dançam por cima de La Silla
A região de formação estelar NGC 6559
Crédito:

ESO/U.G. Jørgensen

Impressão artística da cúpula do E-ELT
As antenas ALMA sob a Via Láctea
Crédito:

ESO/José Francisco Salgado (josefrancisco.org)

Céu escuro e deserto branco - a neve veio fazer uma visita rara ao Observatório do Paranal do ESO
Um raio laser lançado na direção do centro da Via Láctea
Imagem da galáxia em espiral NGC 247 obtida pelo Wide Field Imager
La Silla estrelada
Crédito:

Iztok Bončina/ESO

Rastreio VISTA das Nuvem de Magalhães: imagem da Nebulosa da Tarântula
Crédito:

ESO/M.-R. Cioni/VISTA Magellanic Cloud survey. Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

O Paranal depois do pôr do Sol
Crédito:

ESO/Y. Beletsky

Estrelas muito quentes
Crédito:

ESO

Os ovos da Águia
Crédito:

ESO/M.McCaughrean & M.Andersen (AIP)

Vista detalhada da cabeça da Nebulosa da Gaivota
O campo base do Paranal visto de cima
Impressão artística do E-ELT
Crédito:

ESO/L. Calçada

A Nebulosa Helix observada pelo VISTA
Crédito:

ESO/VISTA/J. Emerson. Acknowledgment: Cambridge Astronomical Survey Unit

As nuvens frias de Carina
Crédito:

ESO/APEX/T. Preibisch et al. (Submillimetre); N. Smith, University of Minnesota/NOAO/AURA/NSF (Optical)

O laser e o relâmpago
Crédito:

ESO/M. Kornmesser

O VLT Survey Telescope (VST)
Crédito:

ESO/G. Lombardi (glphoto.it)

Outro dia perfeito no Paranal
Crédito:

ESO/José Francisco Salgado (josefrancisco.org)

O centro galáctico por cima do telescópio de 3,6 metros do ESO
Bookmark and Share

Veja também