O plano austral da Via Láctea obtido no rastreio ATLASGAL

Esta imagem da Via Láctea foi divulgada para marcar o término do rastreio ATLASGAL — APEX Telescope Large Area Survey of the Galaxy. O telescópio APEX, instalado no Chile, mapeou pela primeira vez no submilímetro — entre a radiação infravermelha e as ondas de rádio — a área total do plano galático visível a partir do hemisfério sul, com mais detalhe do que o obtido em rastreios recentes feitos a partir do espaço.

Os dados APEX, com um comprimento de onda de 0,87 milímetros, estão em vermelho e a imagem de fundo em azul foi obtida ao menores comprimentos de onda do infravermelho pelo Telescópio Espacial Spitzer da NASA, no âmbito do rastreio GLIMPSE. As estruturas extensas mais fracas em vermelho vêm de observações complementares obtidas pelo satélite Planck da ESA.

Neste caso a imagem foi cortada em quatro trechos para se observar melhor.

Crédito:

ESO/APEX/ATLASGAL consortium/NASA/GLIMPSE consortium/ESA/Planck

Sobre a imagem

Id:eso1606b
Idioma:pt-br
Tipo:Montagem
Data de divulgação:24 de Fevereiro de 2016 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1606
Tamanho:24400 x 7072 px

Sobre o objeto

Tipo:Milky Way

Formatos de imagens


Cores e filtros

BandaComprimento de ondaTelescópio
Infravermelho4.5 μm Spitzer Space Telescope
IRAC (Spitzer)
Infravermelho3.6 μm Spitzer Space Telescope
IRAC (Spitzer)
Infravermelho8.0 μm Spitzer Space Telescope
MIPS
Ondas Milimétricas
353 GHz
850 μmPlanck
HFI
Ondas Milimétricas
344 GHz
870 μmAtacama Pathfinder Experiment
LABOCA

 

Veja também