Da Residencia à Via Láctea

Esta imagem mostra a estrada que vai da Residencia — a casa de hóspedes para os visitantes do Observatório do Paranal do ESO — “até” ao coração da Via Láctea, a qual cobre todo o céu.

Este local situa-se no Cerro Paranal, onde se encontra instalado o Very Large Telescope do ESO (VLT), um telescópio composto por quatro Telescópios Principais de 8,2 metros. O VLT funciona também como um interferómetro, o Interferómetro do VLT ou VLTI, ao colectar luz adicional com os quatro Telescópios Auxiliares mais pequenos, que podem ser deslocados de forma independente e colocados em diferentes configurações. Podemos ver na imagem um destes Telescópios Auxiliares, que observa os céus com a sua cúpula completamente aberta.

A estrada que vai do observatório à Residencia parece um fio brilhante tecido por entre os promontórios rochosos e as colinas da paisagem do deserto. O brilho amarelo é causado por ténues luzes de segurança — as luzes da estrada iluminam o menos possível, de modo a evitar-se poluição luminosa desnecessária.

Crédito:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

Sobre a imagem

Id:potw1732a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:7 de Agosto de 2017 às 06:00
Tamanho:6109 x 8744 px

Sobre o objeto

Nome:Auxiliary Telescopes
Tipo:Solar System : Sky Phenomenon : Night Sky : Milky Way
Unspecified : Technology : Observatory : Telescope

Formatos de imagens

JPEG grande
17,2 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
437,8 KB
1280x1024
721,3 KB
1600x1200
1,0 MB
1920x1200
1,3 MB
2048x1536
1,6 MB

 

Veja também