Um Gato de Alice cósmico

Os quatro Telescópios Principais do Very Large Telescope do ESO nos aparecem calmos sob um céu púrpura e dourado, aproveitando os últimos raios de Sol no Cerro Paranal, no deserto do Atacama no norte do Chile.

Um fino crescente de Lua pode ser visto no centro da imagem — a Lua parece que está “virada ao contrário” neste lugar, a familiar forma de crescente invertida. Isto é de fato normal para o hemisfério sul, resultado do percurso que a Lua faz no céu e a perspectiva a partir da qual o observador a vê. A esta aparência chamamos também “Lua molhada” ou “Lua Cheshire”, uma vez que as pontas do crescente se curvam para cima representando ou uma tigela — que na mitologia das ilhas do Hawaii se acreditava que se encheria lentamente de chuva — ou o sorriso rasgado do Gato de Cheshire da estória de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas.

Esta fotografia foi tirada pelo Embaixador Fotográfico do ESO Miguel Claro. O ESO se orgulha de trabalhar com os seus Embaixadores Fotográficos, um grupo de astrofotógrafos de renome mundial que capturam infalivelmente o céu que cobre os observatórios do ESO no Chile, noite após noite. A maioria das Fotografias da Semana do ESO obtidas no Chile são fotografadas pelos Embaixadores Fotográficos.

Se quiser apreciar o Paranal à luz fria do crepúsculo, não deixe de ver a próxima Fotografia da Semana do ESO!

Crédito:

ESO/M. Claro

Sobre a imagem

Id:potw1914a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:8 de Abril de 2019 às 06:00
Tamanho:9501 x 4096 px

Sobre o objeto

Nome:Very Large Telescope
Tipo:Unspecified : Sky Phenomenon : Light Phenomenon : Sunrise-Sunset
Unspecified : Technology : Observatory

Formatos de imagens

JPEG grande
5,7 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
144,3 KB
1280x1024
216,2 KB
1600x1200
309,6 KB
1920x1200
388,4 KB
2048x1536
493,1 KB

 

Veja também