Um foguete celeste

Esta Fotografia da Semana captura a Via Láctea sobre o céu do deserto chileno do Atacama. Fios escuros de poeira interestelar se misturam de forma turbulenta com o brilho intenso do gás quente e de bilhões de estrelas, criando uma cena que lembra a trilha de fumaça espessa de um foguete após o lançamento. 

Em contraste com esta vista tempestuosa do céu noturno, podemos ver uma serena torre situada no Observatório do Paranal do ESO. O Paranal é o lar do Very Large Telescope (VLT), um observatório de ponta composto por quatro Telescópios Principais e quatro Telescópios Auxiliares móveis. Estes telescópios podem ser usados em diferentes combinações para formar um interferômetro, combinando a luz colectada por todos e permitindo aos astrônomos estudar o Universo com uma resolução espetacular. 

O VLT tem feito muitas descobertas científicas pioneiras ao longo dos anos, incluindo o rastreamento de estrelas individuais que orbitam o centro da Via Láctea a velocidades sem precedentes. Este trabalho indicou a presença de um poderoso campo gravitacional, fornecendo evidências da existência de um buraco negro supermassivo no centro da nossa Galáxia — o chamado Sagittarius A*.

Crédito:

ESO/Y. Beletsky

Sobre a imagem

Id:potw2013a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:30 de Março de 2020 às 06:00
Tamanho:6623 x 7944 px

Sobre o objeto

Nome:Milky Way, Very Large Telescope
Tipo:Unspecified : Sky Phenomenon : Night Sky : Milky Way
Unspecified : Technology : Observatory : Facility

Formatos de imagens

JPEG grande
17,1 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
254,4 KB
1280x1024
433,7 KB
1600x1200
646,7 KB
1920x1200
792,0 KB
2048x1536
1,0 MB

 

Veja também