Um exame de vista muito grande

Rodeados pelo metal brilhante de um dos Telescópios Principais do Very Large Telescope, dois engenheiros executam a manutenção nos delicados e complexos sistemas ópticos do telescópio. Semelhantes aos olhos humanos, os olhos do Observatório do Paranal do ESO devem ser constantemente verificados, mantidos e testados para fornecer continuamente as melhores imagens astronômicas.

Os enormes espelhos de 8,2 metros de diâmetro dos Telescópios Principais estão colocados em estruturas protetoras, que garantem que os delicados sistemas opto-eletrônicos estão protegidos das condições inóspitas e poeirentas do deserto que os rodeia. Mas mesmo com este nível de proteção, ainda é preciso fazer uma limpeza de vez em quando. Este procedimento é vital, pois mesmo a menor contaminação pode distorcer as imagens astronômicas recebidas.

As finas partículas de poeira do deserto de Atacama não apenas reduzem a qualidade da imagem, mas também podem ter um efeito abrasivo na superfície do espelho. Isso significa que não apenas o espelho precisa ser limpo, mas também deve ser periodicamente revestido. Este episódio do ESOcast mostra o processo em ação.

Esta fotografia foi tirada pelo Embaixador Fotográfico Gerhard Hüdepohl, que anteriormente trabalhou como engenheiro eletrônico em Cerro Paranal.

Crédito:

G. Hüdepohl (atacamaphoto.com)/ESO

Sobre a imagem

Id:potw2014a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:6 de Abril de 2020 às 06:00
Tamanho:4256 x 2832 px

Sobre o objeto

Tipo:Unspecified : Technology : Observatory : Telescope

Formatos de imagens

JPEG grande
3,7 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
397,2 KB
1280x1024
598,6 KB
1600x1200
845,0 KB
1920x1200
995,7 KB
2048x1536
1,3 MB

 

Veja também