Rastros de estrelas sobre o Paranal

Imagens como esta destacam claramente o movimento do nosso planeta no espaço. Além de executar uma órbita elíptica em torno do Sol, a Terra roda também sobre o seu próprio eixo. É este movimento de rotação que é responsável por esta imagem que atrai a atenção.

À medida que a Terra gira, as estrelas parecem mudar de posição e se deslocam no céu ao longo de arcos, dando origem a estes rastros estelares atraentes centrados, no caso desta imagem, no Polo Sul Celeste (em uma imagem semelhante capturada no Hemisfério Norte, os rastros observados estariam centrados no Polo Norte Celeste). Para capturar o movimento aparente das estrelas, o fotógrafo Fred Kamphues obteve várias exposições longas e as juntou, criando assim esta fotografia notável.

A estrada iluminada vai até ao Observatório do Paranal, local onde se se encontra instalado o Very Large Telescope (VLT) do ESO. Nesta imagem, podemos ver no topo do Cerro Paranal dois dos quatro Telescópios Principais do VLT e ainda o VST (Telescópio de Rastreio do VLT). Os raios laser lançados por um dos Telescópios Principais, e destacados pela fotografia de exposição longa, criam um "farol" laranja que varre o céu noturno.

Crédito:

Sobre a imagem

Id:potw2040a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:5 de Outubro de 2020 às 06:00
Tamanho:4928 x 3280 px

Sobre o objeto

Nome:Adaptive Optics, Star Trails, Very Large Telescope
Tipo:Unspecified : Technology : Observatory : Telescope
Milky Way : Sky Phenomenon : Night Sky : Trail : Star

Formatos de imagens

JPEG grande
6,6 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
417,6 KB
1280x1024
685,2 KB
1600x1200
966,9 KB
1920x1200
1,1 MB
2048x1536
1,5 MB