Morte por laser?

À primeira vista, esta imagem parece ao mesmo tempo deslumbrante e intimidante, com os enormes raios de luz que se assemelham a alguma terrível arma cósmica. Felizmente, não se trata de nada disso! Esta Fotografia da Semana do ESO mostra algo muito mais benigno — uma mistura de gás, poeira e lasers poderosos.

Entre as maiores nebulosas existentes no céu austral noturno, a Nebulosa Carina se apresenta como um alvo perfeito para se observada pelo Very Large Telescope (VLT) do ESO. Nesta imagem, a nebulosa aparece como uma nuvem rosa no céu límpido do Observatório do Paranal do ESO no Chile, local onde se encontra instalado o VLT. A Nebulosa Carina é uma enorme nuvem de gás e poeira, onde as estrelas existentes no seu interior ionizam o gás, fazendo-o brilhar intensamente. 

Nesta imagem, podemos ver em operação a Infraestrutura de Óptica Adaptativa de vanguarda instalada num dos Telescópios Principais de 8,2 metros do VLT. Os raios laser laranjas são lançados destes telescópios em direção à atmosfera, onde excitam átomos de sódio, fazendo com que brilhem e criem "estrelas" artificiais, as quais podem ser usadas para medir os efeitos de distorção causados pela atmosfera terrestre, efeitos estes que são depois corrigidos pelo telescópio.

Crédito:

Sobre a imagem

Id:potw2045a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:9 de Novembro de 2020 às 06:00
Tamanho:3634 x 5568 px

Sobre o objeto

Nome:Carina Nebula, Laser Guide Star
Tipo:Unspecified : Technology : Observatory : Instrument
Milky Way : Nebula

Formatos de imagens

JPEG grande
12,4 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
650,7 KB
1280x1024
1,0 MB
1600x1200
1,5 MB
1920x1200
1,8 MB
2048x1536
2,4 MB