Imagem olho-de-peixe da Galáxia

Como é que um peixe vê a Via Láctea? Podemos ter uma boa ideia disso graças a esta imagem da nossa Galáxia obtida com uma lente olho-de-peixe a partir da entrada da Residência do Paranal no Campo Base do Observatório do Paranal, situado a 3 km de distância do Very Large Telescope (VLT) do ESO.   

A Residência do Paranal é um verdadeiro “oásis para os astrônomos”. Situada no deserto do Atacama, um dos locais mais secos do planeta, a Residencia é um edifício moderno e confortável onde os funcionários e visitantes do ESO podem descansar durante os longos turnos de trabalho no observatório e aguentar as condições climatéricas extremas do lugar. A Residencia é uma construção subterrânea com uma enorme cúpula de vidro, de 35 metros, que dá luz natural ao edifício, e uma piscina, que ajuda o pessoal a relaxar, contribuindo, ao mesmo tempo, para o sistema de humidificação do edifício. A fachada da Residencia está virada para o Oceano Pacífico, situado a apenas 12 km de distância do Paranal.  

A partir da sua latitude austral, o Paranal nos oferece uma vista única da Via Láctea. Estima-se que a nossa Galáxia contenha algumas centenas de bilhões de estrelas, sendo que a maioria se encontra no plano galáctico. É a luz emitida por todas estas estrelas que dá origem à faixa luminosa que se estende no céu noturno e que podemos admirar a partir da Terra.

Links

Crédito:

Sobre a imagem

Id:potw2135a
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:30 de Agosto de 2021 às 06:00
Tamanho:17760 x 17760 px

Sobre o objeto

Tipo:Unspecified : Sky Phenomenon : Night Sky : Milky Way
Unspecified : Technology : Observatory : Facility

Formatos de imagens

JPEG grande
54,3 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
150,6 KB
1280x1024
230,9 KB
1600x1200
345,0 KB
1920x1200
454,8 KB
2048x1536
568,2 KB