Um farol distante

O Cerro Armazones, no deserto chileno do Atacama, é o local onde o ESO está construindo o seu futuro telescópio gigante, o Extremely Large Telescope (ELT). Nesta imagem, vemos a estrada que nos conduz até esta montanha de 3000 metros de altitude e, muito ao fundo, o Very Large Telescope (VLT) do ESO. Os lasers do VLT apontam apara céu, paralelos à Via Láctea. Na realidade, o Cerro Armazones foi o primeiro lugar sugerido para o VLT e agora a montanha terá finalmente o seu próprio telescópio.

Trabalhar em grandes altitudes não é fácil, no entanto o Cerro Armazones, ao mesmo tempo, é muito seco e não apresenta praticamente nenhuma poluição luminosa artificial, o que o torna num local perfeito e com excelentes condições para o "maior olho do mundo virado para o céu". Nesta fotografia podemos ver ainda um tênue brilho vermelho que ilumina o céu noturno: trata-se de um fenômeno natural chamado luminescência atmosférica (airglow).

Com uma primeira luz prevista para o final desta década e equipado com uma variedade de instrumentos científicos, o ELT poderá observar a Via Láctea com as suas estrelas e planetas, assim como observar para trás no tempo para investigar os mistérios do cosmos. Podemos, de fato, dizer que "quem espera sempre alcança".

 

Crédito:

Sobre a imagem

Id:potw2233a
Licence:CC-BY 4.0
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:15 de Agosto de 2022 às 06:00
Tamanho:8499 x 7498 px

Sobre o objeto

Nome:Very Large Telescope
Tipo:Unspecified : Technology : Observatory

Formatos de imagens

JPEG grande
16,7 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
282,3 KB
1280x1024
477,2 KB
1600x1200
707,0 KB
1920x1200
853,9 KB
2048x1536
1,1 MB