Uma musa revolucionária

Será este amaranhado de cabos e mangueiras uma daquelas máquina do filme "Matrix"? Você pode se acalmar: apesar do painel dizer "perigo", o que pode parecer uma máquina ameaçadora é, na realidade, o instrumento MUSE (Multi Unit Spectroscopic Explorer) do Very Large Telescope (VLT) do ESO no Observatório do Paranal. O MUSE é um dos maiores instrumentos do VLT e está montado num dos seus quatro telescópios de 8,2 m, o Yepun

O poder do MUSE é conseguir obter milhares de imagens em muitas cores diferentes de uma só vez, ou seja, obter ao mesmo tempo uma quantidade de espectros numa grande parte do céu. Isto significa que os astrônomos podem, por exemplo, observar uma galáxia e obter informação espectral de todas as suas regiões. A partir dos espectros, os astrônomos conseguem, entre outros, determinar a composição química da galáxia, informação crucial para compreendermos como é que os elementos que nos compõem se formaram.

O MUSE é altamente sofisticado: é compostos por 24 espectrógrafos que trabalham em conjunto e demorou mais de nove anos a ser construído, montado e testado. Podemos, por isso, dizer que o MUSE é um instrumento único e revolucionário.

Link:

 

 

Crédito:

Sobre a imagem

Id:potw2238a
Licence:CC-BY 4.0
Idioma:pt-br
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:19 de Setembro de 2022 às 06:00
Tamanho:7360 x 4912 px

Sobre o objeto

Nome:MUSE
Tipo:Unspecified : Technology : Observatory : Instrument

Formatos de imagens

JPEG grande
9,0 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
388,8 KB
1280x1024
588,0 KB
1600x1200
796,6 KB
1920x1200
908,2 KB
2048x1536
1,2 MB