eso1541pt-br — Nota de imprensa institucional

Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal

26 de Outubro de 2015

No dia 24 de outubro de 2015 o Primeiro Ministro da Itália, Matteo Renzi, visitou o Observatório do Paranal do ESO no deserto do Atacama no norte do Chile. O primeiro ministro e a sua delegação foram acompanhados numa visita guiada às infraestruturas astronômicas de vanguarda do ESO pelo Diretor Geral do ESO, Professor Tim de Zeeuw, e pelo Gestor de Programas do European Extremely Large Telescope (E-ELT), Roberto Tamai.

O Primeiro Ministro italiano fez-se acompanhar pelo Sub-Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, Mario Giro, e pelo Embaixador italiano no Chile, Marco Ricci, assim como por outros oficiais do Governo italiano e pelo Sr. Francesco Starace, Presidente da multinacional italiana de energia ENEL. Faziam também parte da comitiva Gloria Navarrete, Diretora de Protocolo do Ministério dos Negócios Estrangeiros chileno e o Embaixador chileno em Itália, Fernando Ayala.

À chegada, o Primeiro Ministro Renzio e a sua delegação foram recebidos pelo Diretor Geral do ESO Tim de Zeeuw e pelo Gestor de Programas do E-ELT Roberto Tamai que, no papel de anfitriões, acompanharam a primeiro ministro e a sua comitiva numa visita guiada ao local.

Estou muito contente por receber o Primeiro Ministro Renzio no Observatório do Paranal,” disse Tim de Zeeuw. “A Itália é um Estado Membro do ESO há 33 anos e a indústria italiana tem contribuído muito para a Organização — as cúpulas do VLT que aqui vemos foram construídas na Itália. A extremamente ativa comunidade astronômica italiana encontra-se também na vanguarda da exploração das infraestruturas do ESO levando a cabo ciência de ponta.

Os distintos visitantes assistiram à abertura das cúpulas dos quatro Telescópios Principais do VLT, quando estes se preparavam para as observações noturnas. Visitaram também o VLT Survey Telescope, que foi concebido e construído na Itália e seguidamente jantaram na Residencia do Paranal, o edifício de escritórios e alojamentos do observatório, que recebeu vários prêmios de arquitetura.

Engenheiros e astrônomos italianos estão também bastante envolvidos no design e construção do European Extremely Large Telescope (E-ELT), que será o maior telescópio ótico/infravermelho do mundo. O Gestor de Programas do E-ELT, Roberto Tamai, é também italiano. O Primeiro Ministro e a sua delegação deslocaram-se ainda ao local onde o E-ELT está sendo construído no Cerro Armazones, a apenas 20 km do Paranal.

A intenção de visita do Primeiro Ministro italiano ao Observatório do Paranal foi inicialmente anunciada em junho de 2015 em Milão, na Expo Milano — uma Exposição Mundial onde participaram mais de 140 países e dezenas de organizações, onde o ESO apoiou atividades relacionadas com a astronomia e mostrou vídeos em Ultra HD do ESO com os espetaculares céus noturnos do Chile.

O Observatório do Paranal do ESO situa-se 130 km a sul de Antofagasta, no coração do deserto chileno do Atacama. A uma altitude de 2635 metros, o Paranal é um dos melhores locais na face da Terra para realizar observações científicas do Universo. Com os quatro Telescópios Principais de 8,2 metros e os quatro Telescópios Auxiliares de 1,8 metros do Very Large Telescope (VLT) — o mais avançado instrumento ótico dedicado à investigação astronômica — assim como com os telescópios de rastreio VISTA e VST, o Paranal é o observatório astronômico terrestre mais produtivo do mundo.

Mais Informações

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é de longe o observatório astronômico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 16 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça, assim como pelo Chile, o país de acolhimento. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e operação de observatórios astronômicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrônomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronômica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronômico ótico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é um parceiro principal no ALMA, o maior projeto astronômico que existe atualmente. E no Cerro Armazones, próximo do Paranal, o ESO está a construir o European Extremely Large Telescope (E-ELT) de 39 metros, que será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Contatos

Gustavo Rojas
Universidade Federal de São Carlos
São Carlos, Brasil
Tel.: +551633519797
e-mail: grojas@ufscar.br

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6655
Cel.: +49 151 1537 3591
e-mail: rhook@eso.org

Connect with ESO on social media

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1541, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contato local para a imprensa. O representante brasileiro é Eugênio Reis Neto, do Observatório Nacional/MCTIC. A nota de imprensa foi traduzida por Margarida Serote (Portugal) e adaptada para o português brasileiro por Eugênio Reis Neto.

Sobre a nota de imprensa

No. da notícia:eso1541pt-br
Nome:ESO Director General, Paranal, Site visit
Tipo:Unspecified : People
Facility:Very Large Telescope

Imagens

O Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal do ESO
O Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal do ESO
O Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal do ESO
O Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal do ESO
O Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal do ESO
O Primeiro Ministro italiano visita o Observatório do Paranal do ESO

Veja também