Aproximação a uma bolha espacial gigante

Esta sequência de imagens faz-nos aproximar de um dos maiores objetos conhecidos no Universo, a Bolha de Lyman-alfa LAB-1. Observações obtidas com o VLT do ESO mostraram pela primeira vez que esta bolha gigante deve estar a ser alimentada por galáxias embebidas no seio da nuvem. A imagem da esquerda mostra uma vista de grande angular da constelação do Aquário. As duas imagens em cima à direita  foram criadas a partir de fotografias tiradas através de filtros azuis e vermelhos e fazem parte do Digitized Sky Survey 2. As duas imagens embaixo à direita foram obtidas com a câmara FORS montada no VLT.

Créditos:

ESO/A. Fujii/M. Hayes and Digitized Sky Survey 2

Sobre a imagem

Id:eso1130b
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:17 de Agosto de 2011 às 19:00
Notícias relacionadas:eso1632, eso1130
Tamanho:8768 x 8332 px

Sobre o objeto

Nome:LAB-1
Tipo:Early Universe : Cosmology : Morphology : Large-Scale Structure
Distância:z=3.1 (desvio para o vermelho)

Formatos de imagens

JPEG grande
10,4 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
238,1 KB
1280x1024
368,7 KB
1600x1200
511,2 KB
1920x1200
584,4 KB
2048x1536
765,2 KB

Cores e filtros

BandaComprimento de ondaTelescópio
Óptico
B
Very Large Telescope
FORS2
Óptico
B
Digitized Sky Survey 2
Óptico
OIII
500 nmVery Large Telescope
FORS1
Óptico
Pseudogreen (B+R)
Digitized Sky Survey 2
Óptico
Pseudogreen (B+V)
Very Large Telescope
FORS1
Óptico
R
Digitized Sky Survey 2
Óptico
V
Very Large Telescope
FORS1
Infravermelho
I
Digitized Sky Survey 2

 

Veja também