A galáxia poeirenta longínqua A1689-zD1 por trás do enxame de galáxias Abell 1689

Esta imagem obtida pelo Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA mostra o rico enxame de galáxias Abell 1689. A enorme concentração de massa faz curvar a radiação emitida por objetos mais distantes, podendo aumentar o seu brilho total aparente e tornando-os visíveis. Um tal objeto, A1689-zD1, encontra-se no interior do quadrado, embora continue a ser tão ténue que é quase invisível nesta imagem.

Novas observações obtidas com o ALMA e o VLT do ESO revelaram que este objeto é uma galáxia poeirenta que está a ser observada quando o Universo tinha apenas 700 milhões de anos.

Créditos:

NASA; ESA; L. Bradley (Johns Hopkins University); R. Bouwens (University of California, Santa Cruz); H. Ford (Johns Hopkins University); and G. Illingworth (University of California, Santa Cruz)

Sobre a imagem

Id:eso1508c
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:2 de Março de 2015 às 17:00
Notícias relacionadas:eso1508
Tamanho:3853 x 4000 px

Sobre o objeto

Nome:Abell 1689
Tipo:Early Universe : Galaxy : Grouping : Cluster
Constellation:Virgo

Formatos de imagens

JPEG grande
9,1 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
425,7 KB
1280x1024
758,3 KB
1600x1200
1,2 MB
1920x1200
1,4 MB
2048x1536
2,0 MB

Coordenadas

Position (RA):13 11 30.09
Position (Dec):-1° 20' 18.90"
Field of view:3.21 x 3.33 arcminutes
Orientação:O norte está a 115.2° à direita da vertical

Cores e filtros

BandaComprimento de ondaTelescópio
Óptico
g'
475 nmHubble Space Telescope
ACS
Óptico
r'
625 nmHubble Space Telescope
ACS
Infravermelho
z'
850 nmHubble Space Telescope
ACS

 

Veja também