Imagem composta do anel de Einstein da SDP.81 e da galáxia reconstruída (sem anotações)

A Campanha de Linha de Base Longa do ALMA produziu uma imagem muito detalhada de uma galáxia distante afectada por lente gravitacional, que revela regiões de formação estelar — algo que nunca tinha sido observado antes com este nível de detalhe numa galáxia tão remota. As novas observações são muito mais detalhadas do que as obtidas anteriormente para esta galáxia, incluindo as do Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA e revelam nodos de formação estelar na galáxia equivalentes a versões gigantes da Nebulosa de Orion.

O painel da esquerda revela a galáxia que se encontra em primeiro plano e que atua como lente gravitacional (observada pelo Hubble), enquanto que a galáxia distante que está a ser afectada pela lente, a SDP.81, e que forma um anel de Einstein quase perfeito, praticamente não se vê.

A imagem do meio mostra a imagem muito nítida do ALMA com o anel de Einstein, sendo que a galáxia que atua como lente é invisível para o ALMA. A imagem da galáxia distante (à direita), reconstruída com o auxílio de modelos sofisticados de lente gravitacional, revela estruturas detalhadas no interior do anel, que nunca tinham sido observadas anteriormente: várias nuvens de poeira no seio da galáxia, que se pensa serem nuvens moleculares gigantes e frias, o local de nascimento de estrelas e planetas.

Créditos:

ALMA (NRAO/ESO/NAOJ)/Y. Tamura (The University of Tokyo)/Mark Swinbank (Durham University)

Sobre a imagem

Id:eso1522e
Língua:pt
Tipo:Montagem
Data de divulgação:8 de Junho de 2015 às 20:00
Notícias relacionadas:eso1522
Tamanho:2537 x 928 px

Sobre o objeto

Nome:Einstein Ring, SDP 81
Tipo:Early Universe : Galaxy : Type : Gravitationally Lensed
Early Universe : Cosmology : Phenomenon : Lensing
Distância:z=3.04 (desvio para o vermelho)

Formatos de imagens

JPEG grande
494,3 KB

Cores e filtros

BandaTelescópio
MilímetroAtacama Large Millimeter/submillimeter Array

 

Veja também