O céu em torno da região de formação estelar RCW 106

Nesta nova imagem enorme de parte da constelação austral da Régua tufos de gás vermelho são iluminados por estrelas massivas raras que começaram a brilhar há pouco tempo e por isso ainda se encontram profundamente enterradas em espessas nuvens de poeira. Estas estrelas muito jovens e extremamente quentes são apenas personagens passageiras no palco cósmico e a sua origem permanece um mistério. A enorme nebulosa onde estas gigantes se formaram, conhecida por RCW 106, foi capturada em pormenor pelo Telescópio de Rastreio do VLT do ESO (VST) no Observatório do Paranal, no Chile. A zona mais brilhante aparece mesmo por cima do centro da imagem.

Podemos ainda observar nesta imagem de grande angular muitos outros objetos interessantes. Por exemplo, os filamentos que se vêem à direita da imagem são restos de uma supernova antiga (SNR G332.4-00.4, também conhecida por RCW 103) e os filamentos brilhantes vermelhos em baixo à esquerda rodeiam uma estrela invulgar muito quente (RCW 104, que rodeia a estrela Wolf–Rayet WR 75). Também podemos observar um pouco por toda a paisagem cósmica zonas de poeira escura obscurante.

Créditos:

ESO

Sobre a imagem

Id:eso1607a
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:2 de Março de 2016 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1607
Tamanho:30650 x 18517 px

Sobre o objeto

Nome:RCW 106
Tipo:Milky Way : Nebula : Type : Star Formation
Constellation:Norma

Formatos de imagens


Zoom


Papéis de parede

1024x768
599,1 KB
1280x1024
1014,6 KB
1600x1200
1,4 MB
1920x1200
1,7 MB
2048x1536
2,4 MB

Coordenadas

Position (RA):16 21 24.53
Position (Dec):-51° 11' 10.01"
Field of view:109.29 x 66.02 arcminutes
Orientação:O norte está a 0.1° à direita da vertical

Cores e filtros

BandaTelescópio
Óptico
g
VLT Survey Telescope
OmegaCAM
Óptico
r
VLT Survey Telescope
OmegaCAM
Óptico
H-alpha
VLT Survey Telescope
OmegaCAM

 

Veja também