Vista profunda do ALMA de parte do Campo Ultra Profundo do Hubble

O ALMA observou o Campo Ultra Profundo do Hubble, descobrindo novos detalhes sobre a história de formação estelar do Universo. Esta imagem de pormenor revela uma galáxia (a laranja), rica em monóxido de carbono, o que mostra que a galáxia está pronta a formar estrelas. As estruturas azuis são galáxias observadas pelo Hubble.

Esta imagem baseia-se num rastreio muito profundo do ALMA realizado por Manuel Aravena, Fabian Walter e colegas, que cobriu cerca de um sexto da área total do HUDF.

Créditos:

B. Saxton (NRAO/AUI/NSF); ALMA (ESO/NAOJ/NRAO); NASA/ESA Hubble

Sobre a imagem

Id:eso1633d
Língua:pt
Tipo:Observação
Data de divulgação:22 de Setembro de 2016 às 20:00
Notícias relacionadas:eso1633
Tamanho:1345 x 1279 px

Sobre o objeto

Tipo:Early Universe : Cosmology : Morphology : Deep Field
Constellation:Fornax

Formatos de imagens

JPEG grande
127,9 KB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
82,9 KB
1280x1024
108,9 KB
1600x1200
137,9 KB
1920x1200
151,2 KB
2048x1536
193,4 KB

Coordenadas

Position (RA):3 32 38.59
Position (Dec):-27° 46' 34.68"
Field of view:0.39 x 0.29 arcminutes
Orientação:O norte está a -0.0° à esquerda da vertical

Cores e filtros

BandaComprimento de ondaTelescópio
Óptico
B
435 nmHubble Space Telescope
ACS
Óptico
V
606 nmHubble Space Telescope
ACS
Óptico
i
775 nmHubble Space Telescope
ACS
Óptico
I
814 nmHubble Space Telescope
ACS
Óptico
I
850 nmHubble Space Telescope
ACS
Infravermelho
Z
1.05 μmHubble Space Telescope
WFC3
Infravermelho
J
1.25 μmHubble Space Telescope
WFC3
Infravermelho
H
1.6 μmHubble Space Telescope
WFC3
Milímetro
231.2 GHZ
1.3 mmAtacama Large Millimeter/submillimeter Array

 

Veja também