Salpicos de estrelas e neve

Esta fotografia panorâmica mostra o vulcão Licancabur, logo à esquerda do centro, no cimo do planalto do Chajnantor próximo do local onde está instalado o Atacama Large Millimeter/submillimeter Array (ALMA). Podemos ver “salpicos” de objetos brancos no céu que, embora pudessem ser tomados por neve são, na realidade, estrelas.

O Licancabur tem cerca de 5920 metros de altitude e situa-se na fronteira entre o Chile e a Bolívia. A fronteira entre estes dois países passa na encosta nordeste do vulcão, o que significa que os dois terços inferiores desta encosta pertencem à Bolívia.

A zona branca que vemos em primeiro plano é composta por finas lâminas de neve endurecida e gelo. Estas agulhas geladas, conhecidas por penitentes, são um fenómeno natural da região (potw1221a). O que já não é natural é o brilho que vemos à esquerda da imagem e que tem origem nas luzes de rua da pequena vila chilena de San Pedro de Atacama.

Esta fotografia foi tirada perto do local onde está instalado o ALMA por Babak Tafreshi, um dos Embaixadores Forográficos do ESO.

Links

Créditos:

ESO/B. Tafreshi (twanight.org)

Sobre a imagem

Id:potw1508a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:23 de Fevereiro de 2015 às 10:00
Tamanho:9000 x 2568 px

Sobre o objeto

Nome:Chajnantor
Tipo:Unspecified

Formatos de imagens

JPEG grande
8,2 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
387,9 KB
1280x1024
631,2 KB
1600x1200
904,9 KB
1920x1200
1,1 MB
2048x1536
1,4 MB

 

Veja também