A luz noturna do VLT

Esta imagem obtida pelo Embaixador Fotográfico do ESO Petr Horálek, captura o momento em que o Yepun (UT4), um dos Telescópios Principais de 8,2 metros que compõem o Very Large Telescope do ESO (VLT), lança um raio laser para o céu noturno que encima o Observatório do Paranal do ESO.

O laser que se vê nesta imagem atua como uma estrela artificial, chamada Estrela Guia Laser, e usa-se para ajudar os astrónomos a ajustar os efeitos de distorção causados pela atmosfera da Terra. Quando observam uma zona do céu, os astrónomos colocam uma estrela guia laser próxima do local a observar e medem a minúsculas variações da sua imagem. O sistema de óptica adaptativa do VLT pode assim fazer uso desta referência para corrigir as variações e distorções causadas pela atmosfera e produzir as imagens mais nítidas possíveis relativas às observações principais.

Logo por cima do Yepun podemos ver a Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia espiral barrada que orbita a Via Láctea. O brilho ténue esbranquiçado marca a localização das populações estelares mais velhas desta galáxia, enquanto os tons magenta e azulados iridescentes assinalam maternidades estelares jovens.

A Grande Nuvem de Magalhães, assim como a sua irmã mais pequena, a Pequena Nuvem de Magalhães, foram já estudadas muitas vezes ao longo dos anos com o auxílio de telescópios do ESO. Muitas das suas estruturas cósmicas, incluindo nebulosas (eso0332) e enxames estelares (eso1133), podem ser observadas com muito detalhe devido à sua proximidade, fornecendo assim interessantes alvos tanto a astrónomos amadores como a profissionais.

Créditos:

Sobre a imagem

Id:potw1736a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:4 de Setembro de 2017 às 06:00
Tamanho:10874 x 10261 px

Sobre o objeto

Nome:Very Large Telescope
Tipo:Milky Way

Formatos de imagens

JPEG grande
77,9 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
279,2 KB
1280x1024
456,0 KB
1600x1200
663,4 KB
1920x1200
794,8 KB
2048x1536
1,1 MB

 

Veja também