Fogo de artifício da Natureza

Esta imagem ilustra claramente por que é que os observatórios astronómicos são geralmente construídos em locais remotos e frequentemente inóspitos. No Observatório de La Silla do ESO, no Chile, o céu é tão límpido e imperturbado por fontes luminosas humanas que parece que estamos a ver fogo de artifício celeste brilhantemente colorido!

Esta fotografia, obtida pelo Embaixador Fotográfico do ESO, Petr Horálek, foi digitalmente projetada de modo a mostrar a maior quantidade de céu possível. É por isso que as estradas que levam ao New Technology Telescope de 3,58 metros do ESO (à esquerda) e ao telescópio de 3,6 metros do ESO (à direita) nos aparecem distorcidas e que a brilhante faixa de luz que é a Via Láctea parece curvar-se ao longo do céu, esticando-se de horizonte a horizonte.

Esta imagem está repleta de fenómenos interessantes. O “fogo de artifício” cor de rosa corresponde na realidade a grandes acumulações de gás brilhante, conhecidas por nebulosas. À direita da Via Láctea, situam-se as Nuvens de Magalhães, duas galáxias anãs vizinhas. Subindo desde o horizonte, à esquerda na imagem, vemos uma imensa e ténue coluna de luz esbranquiçada. Trata-se do brilho da luz zodiacal, causado pela dispersão da luz solar em partículas de poeira no Sistema Solar. No centro da imagem vemos outra região brilhante, desta vez verde. É a chamada luminescência atmosférica, um fenómeno que ocorre na atmosfera superior da Terra, onde uma quantidade de processos dão origem a esta luz fantasmagórica colorida.

Créditos:

Sobre a imagem

Id:potw1912a
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:25 de Março de 2019 às 06:00
Tamanho:20000 x 8268 px
Field of View:360° x 95°

Sobre o objeto

Nome:IC 1590
Tipo:Unspecified : Sky Phenomenon : Night Sky
Unspecified : Technology : Observatory
Distância:10000 anos-luz

Formatos de imagens

JPEG grande
55,9 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
323,6 KB
1280x1024
555,0 KB
1600x1200
814,5 KB
1920x1200
959,0 KB
2048x1536
1,3 MB

 

Veja também