Noticias do Universo para crianças de todo o mundo

Diamantes no Céu

9 de Abril de 2014

Usando o Very Large Telescope no Chile, os astrónomos capturaram esta maravilhosa fotografia que faz lembrar um diamante de um anel de noivado! A bolha azul é a nebulosa planetária conhecida por Abell 33. As nebulosas planetárias formam-se quando um estrela no final da sua vida projeta as suas camadas exteriores formando uma gigantesca bolha cósmica.

Ao contrário do que é habitual, Abell 33 forma um círculo perfeito no céu. O facto deste tipo de objeto ser perfeitamente circular é algo de raro pois normalmente sofrem perturbações que provocam formas irregulares nas nebulosas.

Uma estrela brilhante situada na periferia da nebulosa cria a ilusão de um diamante cósmico. Na realidade, a estrela encontra-se muito mais perto da Terra do que a nebulosa. A estrela está a cerca de 700 anos luz, ou seja, a metade da distância entre a Terra e a nebulosa. No entanto, o alinhamento casual desta fotografia cria uma espetacular ilusão. 

No centro do anel pode ver o que restou da estrela que criou esta nebulosa planetária - uma anã branca. Tal como uma pequena pérola branca, esta estrela ainda brilha - é mais brilhante do que o nosso Sol e brilha com uma luz que é suficiente para fazer brilhar a bolha de gás. O facto interessante é que a estrela anã branca acabará por formar um núcleo cristalizado de carbono, muito parecido com diamante!

Facto curioso: Depois de um longo período de tempo, cada anã branca arrefecerá até temperaturas tão baixas que deixará de brilhar, tornando-se no que chamamos de “anã castanha”.

Esta é a versão para crianças da Nota de Imprensa do ESO eso1412.