ann18038-pt — Anúncio

Conselho do ESO aprova adesão da Irlanda a esta organização

6 de Junho de 2018

No dia 6 de Junho de 2018, numa reunião em Garching, na Alemanha, o Conselho do ESO, órgão governativo desta organização, aprovou por unanimidade a adesão da Irlanda ao ESO. O Diretor Geral do ESO, Xavier Barcons, tem agora luz verde para proceder à assinatura do Tratado de Adesão com representantes do governo irlandês, a qual deverá ocorrer na segunda metade desde ano.

Assim que o parlamento irlandês (Dáil Éireann) ratificar o Tratado de Adesão, a Irlanda tornar-se-á o 16º Estado Membro do ESO.

A Irlanda tem uma longa tradição em astronomia, apoiada por uma vibrante comunidade científica, que pretende ser membro do ESO já há muitos anos. Durante várias décadas do séc. XIX, a Irlanda acolheu o maior telescópio do mundo, conhecido por Leviathan of Parsonstown — um telescópio refletor de 1,8 metros situado no Castelo de Birr. Os terrenos em torno do Castelo de Birr acolhem atualmente o I-LOFAR, a ligação irlandesa a um rádio telescópio europeu de baixas frequências.

Cerca de 200 investigadores em toda a Irlanda trabalham atualmente em astronomia e astrofísica de vanguarda, em nove institutos e universidades distribuídos por todo o país.

Mais Informação

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é de longe o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO tem 15 Estados Membros: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça, para além do país de acolhimento, o Chile, e a Austrália, um parceiro estratégico. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e operação de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope e o Interferómetro do Very Large Telescope, o observatório astronómico óptico mais avançado do mundo, para além de dois telescópios de rastreio: o VISTA, que trabalha no infravermelho, e o VLT Survey Telescope, concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é também um parceiro principal em duas infraestruturas situadas no Chajnantor, o APEX e o ALMA, o maior projeto astronómico que existe atualmente. E no Cerro Armazones, próximo do Paranal, o ESO está a construir o Extremely Large Telescope (ELT) de 39 metros, que será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Links

Contactos

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Telm: +49 151 1537 3591
Email: pio@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann18038

Imagens

Logotipo do ESO e bandeira da Irlanda
Logotipo do ESO e bandeira da Irlanda