O VLT em acção

O Very Large Telescope do ESO (VLT) durante as observações. A fotografia  foi tirada a partir da plataforma do VLT na direção norte-noroeste durante o crepúsculo. Podemos ver os quatros Telescópios Principais de 8,2 metros, da esquerda para a direita: Antu, Kueyen, Melipal e Yepun, os nomes mapuche para os telescópios gigantes do VLT. Em frente aos telescópios principais, estão os quatro Telescópios Auxiliares de 1,8 metros, inteiramente dedicados à interferometria, uma técnica que permite observar detalhes até 25 vezes melhores do que com os telescópios individuais. A configuração dos telescópios auxiliares pode ser alterada, deslocando-os ao longo da plataforma entre 30 posições de observação diferentes. Pode ver-se uma destas posições em primeiro plano, tapada com uma coberta hexagonal. Um raio laser avermelhado está a ser lançado a partir do Yepun (o telescópio nº 4), criando uma estrela artificial a uma altitude de 90 km na mesosfera terrestre. Esta Estrela Guia Laser faz parte do sistema de óptica adaptativa, que permite aos astrónomos remover os efeitos da turbulência atmosférica, produzindo assim imagens quase tão nítidas como se o telescópio estivesse no espaço. O grupo compacto de estrelas azuladas visível à direita do raio laser é o enxame aberto das Pleiades.

Esta fotografia foi tirada pelo Embaixador Fotográfico do ESO Serge Brunier.

Links

 

Créditos:

ESO/S. Brunier

Sobre a imagem

Id:vlt-brunier-nuit
Língua:pt
Tipo:Fotográfico
Data de divulgação:24 de Fevereiro de 2011 às 19:32
Tamanho:4134 x 4134 px

Sobre o objeto

Nome:Very Large Telescope
Tipo:• Unspecified : Technology : Observatory : Telescope
• X - Paranal

Mounted Image

Formatos de imagens

JPEG grande
5,6 MB

Zoom


Papéis de parede

1024x768
387,8 KB
1280x1024
633,1 KB
1600x1200
905,5 KB
1920x1200
1,0 MB
2048x1536
1,4 MB

 

Veja também