eso1345pt — Nota de Imprensa Institucional

O Presidente do Chile visita o Paranal para anunciar a transferência de propriedade do terreno onde será construído o E-ELT

28 de Outubro de 2013

Numa cerimónia que teve lugar ontem no Observatório do Paranal, no deserto chileno do Atacama, o Presidente do Chile, Sebastián Piñera, entregou os documentos legais recentemente assinados pelos quais o governo chileno irá transferir o terreno em torno do Cerro Armazones para o ESO. O Cerro Armazones, um pico de montanha com 3060 metros de altitude, a 20 quilómetros do local que acolhe o Very Large Telescope do ESO no Cerro Paranal, será o futuro local onde será instalado o European Extremely Large Telescope (E-ELT).

O Presidente Piñera foi acolhido no Observatório do Paranal pelo Diretor Geral do ESO, Tim de Zeeuw, o Representante do ESO no Chile, Fernando Comerón e o Diretor Adjunto do Observatório La Silla Paranal, Ueli Weilenmann. O Presidente fez-se acompanhar pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Alfredo Moreno, assim como por representantes das autoridades chilenas locais.

A delegação visitou o topo do Cerro Paranal, onde está instalado o Very Large Telescope do ESO (VLT), o telescópio óptico mais avançado do mundo.

Durante a cerimónia que teve lugar na Residencia do Paranal, o Presidente Piñera entregou o ato público recentemente assinado relativo à transferência de propriedade do Cerro Armazones ao Diretor Geral do ESO. O Presidente sublinhou a importância de  proteger os céus do norte do Chile. “Este é um grande passo em frente para consolidar a posição do Chile como capital mundial da astronomia. O European Extremely Large Telescope será o maior olho do mundo virado para o céu, um olho que perscrutará os céus chilenos, mergulhando nos segredos que o Universo ainda não nos desvendou. Hoje é um dia muito importante para a astronomia moderna e igualmente um dia muito importante para o Chile.”

O Diretor Geral do ESO expressou a sua gratidão ao Governo do Chile por este importante marco: “A cooperação entre o Chile e o ESO, que começou há 50 anos, mostrou não apenas ser muito frutífera e de longa duração, mas também proporcionou oportunidades muito interessantes para o futuro - para benefício do Chile e dos Estados Membros do ESO, assim como para o progresso da ciência e da tecnologia. O E-ELT é uma prova clara disso mesmo.”

De acordo com os documentos legais, o governo chileno doará 189 quilómetros quadrados de terreno em torno do Cerro Armazones para a instalação do E-ELT e fará uma concessão de 50 anos relativa à área que circunda esta parcela. Esta região maior de 362 quilómetros quadrados protegerá o E-ELT de poluição luminosa e dos efeitos de operações mineiras. Quando estiver completamente operacional, no início da próxima década, o E-ELT será operado de modo integrado com o Observatório do Paranal do ESO.

Esta cerimónia vem no seguimento de um acordo assinado em outubro de 2011 entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros chileno e o ESO.

Informações adicionais

O ESO é a mais importante organização europeia intergovernamental para a investigação em astronomia e é o observatório astronómico mais produtivo do mundo. O ESO é  financiado por 15 países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suécia e Suíça. O ESO destaca-se por levar a cabo um programa de trabalhos ambicioso, focado na concepção, construção e funcionamento de observatórios astronómicos terrestres de ponta, que possibilitam aos astrónomos importantes descobertas científicas. O ESO também tem um papel importante na promoção e organização de cooperação na investigação astronómica. O ESO mantém em funcionamento três observatórios de ponta, no Chile: La Silla, Paranal e Chajnantor. No Paranal, o ESO opera  o Very Large Telescope, o observatório astronómico óptico mais avançado do mundo e dois telescópios de rastreio. O VISTA, o maior telescópio de rastreio do mundo que trabalha no infravermelho e o VLT Survey Telescope, o maior telescópio concebido exclusivamente para mapear os céus no visível. O ESO é o parceiro europeu do revolucionário telescópio  ALMA, o maior projeto astronómico que existe atualmente. O ESO encontra-se a planear o European Extremely Large Telescope, E-ELT, um telescópio de 39 metros que observará na banda do visível e do infravermelho próximo. O E-ELT será “o maior olho do mundo virado para o céu”.

Links

Contactos

João Fernandes
Departamento de Matemática, Universidade de Coimbra
3001-454 Coimbra, Portugal
Telm.: 914002960
Email: eson-portugal@eso.org

Margarida Serote
Rede de Divulgação Científica do ESO
Portugal
Telm.: 964951692
Email: eson-portugal@eso.org

Valentina Rodríguez
ESO education and Public Outreach Department
Santiago, Chile
Tel.: +56 2 24639123
Email: vrodrigu@eso.org

Lars Lindberg Christensen
ESO education and Public Outreach Department
Garching bei München, Germany
Tel.: +49 89 3200 6761
Telm.: +49 173 3872 621
Email: lars@eso.org

Este texto é a tradução da Nota de Imprensa do ESO eso1345, cortesia do ESON, uma rede de pessoas nos Países Membros do ESO, que servem como pontos de contacto local com os meios de comunicação social, em ligação com os desenvolvimentos do ESO. A representante do nodo português é Margarida Serote.

Sobre a Nota de Imprensa

Nº da Notícia:eso1345pt
Tipo:• Unspecified : People
Facility:European Extremely Large Telescope

Imagens

Presidente do Chile visita o Paranal para anunciar a transferência de propriedade do terreno onde será construído o E-ELT
Presidente do Chile visita o Paranal para anunciar a transferência de propriedade do terreno onde será construído o E-ELT
Presidente do Chile visita o Paranal para anunciar a transferência de propriedade do terreno onde será construído o E-ELT
Presidente do Chile visita o Paranal para anunciar a transferência de propriedade do terreno onde será construído o E-ELT

Veja também