ann15061-pt — Anúncio

Poderosa sonda de buracos negros chega ao Paranal

Montado e testado instrumento GRAVITY para o VLTI

11 de Agosto de 2015

Um novo instrumento chamado GRAVITY foi enviado para o Chile e montado e testado no Observatório do Paranal.

O GRAVITY é um instrumento de segunda geração para o Interferómetro do VLT (VLTI). Permitirá medir posições de objetos astronómicos em escalas muito pequenas e fará imagens e espectros em interferometria. O GRAVITY aumentará imenso o poder do VLT, trazendo-lhe a visão mais avançada ao combinar quatro telescópios individuais no Observatório do Paranal, de modo a que estes atuem como um único telescópio com um diâmetro de mais de 100 metros.

Utilizando várias técnicas inovadoras, o GRAVITY terá sensibilidade e precisão muito melhores do que as que são hoje possíveis de alcançar [1]. Com este instrumento pretende-se medir posições de objetos em escalas da ordem dos dez microsegundos de arco e obter imagens com uma resolução de quatro milisegundos de arco. Este valor corresponde a ver edifícios na Lua, determinando a sua posição com uma precisão de alguns centímetros.

O GRAVITY levará a astronomia de alta resolução angular a novos limites: investigará a física próximo do horizonte de acontecimentos do buraco negro supermassivo que se situa no Centro Galáctico — uma região dominada por efeitos previstos pela teoria da relatividade geral de Einstein. Adicionalmente, irá descobrir detalhes sobre a acrecção de massa e jactos — processos que ocorrem tanto em objetos estelares jovens como em núcleos activos de outras galáxias. Será também o instrumento ideal para estudar os movimentos de estrelas binárias, exoplanetas e discos estelares jovens e fazer imagens de superfícies de estrelas.

No dia 21 de julho de 2015 a equipa viu as "primeiras imagens laboratoriais" do GRAVITY no gabinete de integração do Paranal, usando uma fonte de luz teste. No seguimento de vários outros testes do instrumento e preparação do interferómetro do VLT, o GRAVITY será colocado no VLTI nos próximos meses e observará as “primeiras imagens de estrelas” usando os quatro Telescópios Auxiliares de 1,8 metros a partir de novembro de 2015. O comissionamento do GRAVITY com os quatro Telescópios Principais de 8 metros está previsto para a primeira metade de 2016.

O desenvolvimento do GRAVITY foi liderado pelo Instituto Max Planck de Física Extraterrestre, em Garching, Alemanha, e envolve seis institutos europeus [2], para além do ESO.

Notas

[1] O GRAVITY comporta combinadores de raios ópticos alimentados a fibra, sensores de ondas infravermelhos para óptica adaptativa, detedctor e seguidor de "fringes", estabilização de raios activo e um conceito de metrologia inovador.

[2] As instituições parceiras no Consórcio GRAVITY são:

Links

Contactos

Paulo Garcia
FEUP e CENTRA/SIM, Portugal
Telm: 963235785
Email: pgarcia@fe.up.pt

António Amorim
FCUL e CENTRA/SIM, Portugal
Telm: 969897315
Email: antonio.amorim@sim.fc.ul.pt

Markus Schoeller
ESO, Garching, Alemanha
Email: mschoell@eso.org

Richard Hook
ESO Public Information Officer
Garching bei München, Alemanha
Tel: +49 89 3200 6655
Telm: +49 151 1537 3591
Email: rhook@eso.org

Sobre o anúncio

Id:ann15061

Imagens

GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros
GRAVITY: uma nova e poderosa sonda de buracos negros