O GRAVITY descobre que uma das estrelas do Enxame do Trapézio em Orion é dupla

No âmbito das primeira observações obtidas com o novo instrumento GRAVITY, a equipa observou cuidadosamente estrelas brilhantes e jovens no conhecido Enxame do Trapézio, situado no coração da região de formação estelar de Orion. E logo com estes primeiros dados, o GRAVITY fez uma descoberta: uma das componentes deste enxame (Theta1 Orionis F) é uma estrela dupla.

Esta sequência vídeo começa com uma vista extensa da famosa constelação de Orion, mostrando seguidamente imagens cada vez mais detalhadas da região, obtidas com diferentes telescópios. A imagem final do GRAVITY revela um detalhe muito maior em torno de uma das estrelas mais ténues do enxame do que o que seria possível detectar com o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA.

Créditos:

ESO/M. McCaughrean/GRAVITY consortium, Nick Risinger (skysurvey.org), 
Music: Johan B. Monell (www.johanmonell.com).

Sobre o vídeo

Id:eso1601a
Língua:pt
Data de divulgação:13 de Janeiro de 2016 às 15:00
Notícias relacionadas:eso1601
Duração:50 s
Frame rate:30 fps

Sobre o objeto

Nome:Trapezium Cluster
Tipo:Milky Way : Star : Grouping : Cluster : Open

Ultra HD (info)


HD


Medium


For Broadcasters


Veja também