O MUSE mapeia distâncias no Campo Ultra Profundo do Hubble

Esta sequência vídeo começa com uma imagem do Campo Ultra Profundo do Hubble obtida pelo instrumento MUSE, montado no Very Large Telescope do ESO. Os primeiros círculos cinzentos que aparecem assinalam galáxias que tinham já as suas distâncias bem medidas antes do rastreio MUSE. A maior quantidade de círculos vermelhos que se seguem são as novas medições do MUSE, cerca de 1600 no total. As cruzes finais marcam as posições das galáxias que foram apenas detectadas a partir dos dados espectroscópicos do MUSE e que eram totalmente invisíveis para o Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA. As cores das cruzes indicam distância, com as verdes a assinalar galáxias mais próximas e as vermelhas galáxias mais distantes.

Créditos:

ESO/MUSE HUDF team

Sobre o vídeo

Id:eso1738e
Língua:pt
Data de divulgação:29 de Novembro de 2017 às 12:00
Notícias relacionadas:eso1738
Duração:30 s
Frame rate:30 fps

Sobre o objeto

Tipo:Early Universe : Cosmology : Morphology : Deep Field

Ultra HD (info)


HD


Medium


For Broadcasters


Veja também